Em duelo de judocas, Luana Santos vê trocação como chave para vencer no UFC Vegas 83

Em sua estreia no Ultimate, em agosto desta temporada, Luana Santos provou que o histórico de competição em alto nível no judô não é sua única valência como atleta de MMA e nocauteou Juliana Miller no primeiro round. Na visão da brasileira, o roteiro pode se repetir neste sábado (9), no UFC Vegas 83. Diante de Stephanie Egger, uma rival também judoca, a 'Rainha do TikTok', como é conhecida, planeja usar a trocação como caminho para alcançar a vitória.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Luana relembrou o recente duelo entre as judocas Amanda Ribas e Luana Pinheiro, que foi disputado majoritariamente em pé, com ambas apostando na trocação. Estudiosa, a lutadora de São Paulo destaca que enxerga brechas de Egger no setor e que planeja explorá-las durante o confronto.

"Estudei bastante ela. Ela é uma judoca, então vai ser o segundo confronto de judocas (no UFC). Teve (a luta) da Amanda e da Luana, que foi um lutão, inclusive. Estudei muito, ela é uma menina experiente, é 12 anos mais velha do que eu. Então a experiência, para ela, vai ser o (ponto) forte ali em cima (do octógono). Ela tem muitas falhas, uma delas é a trocação. Então vou trabalhar em cima das falhas da trocação dela. Se tiver que ir para o chão ou dar queda de judô, podem esperar que vai ter também. Mas acredito que vou me encontrar nas falhas que ela tem na trocação. E quem sabe um outro nocaute? (risos) Estou treinando e aperfeiçoando bastante minha trocação", projetou a brasileira.

Preparação curta e duelo no peso-galo

Peso-mosca (57 kg) de origem, Luana competirá na categoria dos galos (61 kg) contra Stephanie Egger. E o motivo é simples. O combate foi oferecido para a brasileira com menos de um mês de antecedência. Desta forma, a judoca aceitou a oferta, contanto que a disputa fosse realizada na divisão de cima, uma vez que um corte de peso em um período tão curto seria consideravelmente mais brusco.

"Não fiz camp completo. Estava saindo de um sparring quando meu empresário me mandou uma mensagem perguntando se eu aceitaria uma luta que tinha caído do card. Ele me mandou a Stephanie Egger e eu falei que sim, aceitaria se fosse na categoria de 61 kg, porque se fosse com 57 kg, seria muito pouco tempo que eu teria. Mas estava treinando forte já, e vou estar pronta para essa luta", destacou Luana.

Com apenas 23 anos, Luana Santos vai em busca da segunda vitória em sua segunda aparição dentro do Ultimate. Vitoriosa nos tempos de judô, a brasileira acumula um cartel de seis triunfos e uma derrota no MMA profissional.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes