Ex-campeão do UFC, Jamahal Hill analisa prisão: "Mal posso esperar para a verdade ser dita"

Há exatamente uma semana, Jamahal Hill foi preso em Michigan (EUA), acusado de violência doméstica por ter supostamente agredido seu irmão, James Anthony Hill Jr. Depois de ser solto no dia do incidente, o ex-campeão meio-pesado (93 kg) do UFC quebrou o silêncio e comentou sobre o incidente.

Através de seu canal do Youtube, 'Sweet Dreams', como é conhecido, destacou que não pode entrar em detalhes pois o caso segue em aberto na Justiça. Com um ar de confiança, porém, o lutador americano admitiu que mal espera o dia da audiência, para que toda a verdade sobre o ocorrido venha à tona.

"Houve muitos relatos sobre a situação que aconteceu quando eu estava em casa em Michigan, de visita nas férias. Vou apenas dizer isso, neste momento é um caso aberto. Fui aconselhado a não falar sobre, e sei que não devo falar sobre isso. Mal posso esperar para que a verdade seja dita no tribunal. Vou esperar ansioso por esse dia. Às pessoas que me conhecem, sabem do meu caráter e realmente fecham comigo e sabem quem sou, agarrem-se a isso e permaneçam fiéis a isso. Isso é tudo que tenho a dizer", declarou Hill.

Julgamento para início de 2024

Apesar de não contar com um dia confirmado, espera-se que a data do julgamento do caso - encaminhado para janeiro de 2024 - seja definida em breve. Atualmente se recuperando de uma lesão no tendão de Aquiles, Jamahal Hill desponta como o franco favorito para a vaga de próximo desafiante até 93 kg em um eventual confronto com Alex Poatan, atual campeão da categoria.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes