PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Cigano elogia atenção de Khabib como dirigente e critica mentalidade do UFC

Junior Cigano vai lutar em evento de Khabib Nurmagomedov - Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Junior Cigano vai lutar em evento de Khabib Nurmagomedov Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

19/05/2022 06h00

Nesta sexta-feira (20), Junior 'Cigano' vai fazer sua estreia no Eagle FC, evento presidido por Khabib Nurmagomedov, e será sua primeira atuação fora do UFC após mais de dez anos. Em sua trajetória no Ultimate, o brasileiro viveu uma relação conturbada com Dana White, mandatário da organização. Por isso, o lutador não deixou de analisar os primeiros passos do russo como dirigente e o comparou com seu antigo chefe.

Se atualmente, Dana recebe uma série de críticas por parte de alguns competidores, principalmente sobre alguma valorização, com Khabib parece que os lutadores não vão ter esse problema. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (clique aqui), o ex-campeão dos pesados do UFC destacou a preocupação do russo com seus atletas e disponibilizou uma estrutura de evento grande, apesar do pouco tempo de criação.

"A gente conversou com o Khabib. Deu para notar que ele é um cara bastante preocupado que as coisas andem bem, principalmente com os atletas. O cuidado dele com os pequenos detalhes, para que todo mundo se sinta bem é bastante importante. Ele fez parte desse nosso mundo e ainda faz de forma direta. Ele tem uma visão de tudo que é preciso para os atletas", afirmou 'Cigano,' que encara Yorgan de Castro no show.

Junior 'Cigano' atuou no UFC de 2008 a 2020 e teve seu grande momento em 2011, quando foi campeão dos pesados ao nocautear Cain Velásquez. Entretanto, em suas últimas quatro apresentações na liga, acabou derrotado, o que culminou em sua demissão. Para o brasileiro, na sua antiga casa, existe um pouco de falta de respeito pela história criada e revelou sua expectativa para que no Eagle isso não se repita.

"A sensação que fica no UFC é que você é um negócio, é um produto e vai ser descartado ou não na medida que eles acharem interessante. No Eagle a impressão que não é, pode até ser no futuro (risos), mas a sensação é que seja diferente", analisou.

Apesar de ter recebido um tratamento que não lhe agradou em sua saída do Ultimate 'Cigano' não deixou de mencionar a importância que Dana White teve na construção do UFC como a maior liga de MMA do mundo e adiantou sua torcida para Khabib seguir os passos do americano, pelo menos, no lado empresarial.

"Eu espero e desejo que ele tenha muito sucesso, até mais que o Dana White teve, mas dizer que ele vai ter que o Dana é um pouco complicado, porque o Dana tem a cabeça de empresário e sabe fazer negócios. Ele não tem aquela coisa dos atletas, do que ele está buscando ou sentindo, mas como empresário não dá para falar dele. Fez bem para o UFC e trouxe o MMA para um outro patamar e isso tem que ser elogiado. Na pandemia mesmo, a a estrutura que o UFC fez, tocando o barco, fazendo os atletas trabalhassem eu admiro. Khabib é muito amigo do Dana e espero que o Dana dê o suporte a ele sobre isso, mas sobre o atleta o Khabib sabe muito bem", completou.

MMA