PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jake Paul sugere a criação de uma associação de lutadores para brigar por melhorias no UFC

Ag. Fight

27/01/2022 18h05

Nos últimos meses, Jake Paul tem se dedicado não só à sua carreira como boxeador, como também a ser um ferrenho crítico da política salarial do UFC, assumindo, inclusive, o papel de inimigo público de Dana White, presidente da entidade. Seja para se autopromover, como muitos interpretam sua postura, ou para realmente brigar por melhores condições de trabalho para seus colegas lutadores do Ultimate, o youtuber promete continuar em sua cruzada contra o principal evento de MMA do planeta.

E ao que tudo indica, o astro da internet não pretende ficar apenas nas palavras, mas, sim, transformar suas reivindicações em atitudes que realmente culminem na maior valorização dos atletas do UFC. Em entrevista ao programa 'First Take', da 'ESPN' americana, Jake ressaltou sua intenção de fazer história nos esportes de combate e, para isso, revelou que pretende continuar utilizando sua influência para conseguir melhorias para a classe dos lutadores.

Uma das propostas sugeridas pelo youtuber é a criação de uma associação ou sindicato de lutadores, que possa lutar, de forma comunitária, por melhores salários, assistência médica, entre outros benefícios para os atletas da ativa ou já aposentados. Vale destacar que a prática é comum nos Estados Unidos, onde as 'uniões' de atletas têm grande papel na discussão e na negociação de assuntos relacionados a eles nas grandes ligas esportivas do país, como a NBA (liga americana de basquete), NFL (liga de futebol americano), entre outras.

"É realmente sobre os lutadores. Eu tenho andado nas academias, e eu tenho visto o quão duro esses caras trabalham e o quão maltratados eles são, e quão mal remunerados todos eles são. Então, isso é realmente sobre o pagamento dos lutadores e conseguir para eles assistência médica, cutucar o urso e perturbar todo o negócio (de Dana White)", afirmou Jake Paul, antes de continuar.

"Eu não vou parar tão cedo, mas isso é sobre os lutadores. Eu quero criar uma associação de lutadores. Esse é o meu objetivo, realmente impactar todo o esporte - ambos MMA e boxe - e deixar uma marca eterna. Eu não devo nada a ninguém. Muitos desses lutadores do UFC estão comprometidos com Dana White. Eles não podem falar contra ele. Então, eu estou usando minha plataforma porque eu sou uma das poucas pessoas que realmente pode. Eu vou dizer tudo. Eu vou falar a verdade. Estou apenas fazendo o que é minha responsabilidade como lutador e como alguém que se importa com outros lutadores", concluiu.

Conhecido por seu trabalho na internet, Jake Paul decidiu se aventurar no boxe profissional e iniciou sua trajetória em janeiro de 2020, com uma vitória sobre o também youtuber AnEsonGib. Desde então, o americano conquistou mais quatro triunfos, superando, respectivamente, o ex-jogador da NBA Nate Robinson, o ex-lutador do UFC Ben Askren e o ex-campeão meio-médio (77 kg) do Ultimate Tyron Woodley, em duas ocasiões.

O sucesso esportivo do youtuber parece resvalar no aspecto financeiro de sua empreitada no boxe profissional. Por conta de sua fama conquistada antes de se aventurar na nobre arte, Jake tem conseguido atrair a atenção da mídia e de fãs para seus combates, movimentando cifras milionárias a cada nova luta. O americano também utiliza seu apelo popular e midiático para atacar, sempre que pode, o presidente do UFC Dana White, e a política salarial da empresa.

Esporte