PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Usman diz que vacilo de Edwards contra Diaz o fez ignorar rival como desafiante ao título

Ag. Fight

Ag. Fight

27/10/2021 13h04

Ao mesmo tempo que Kamaru Usman se prepara para encarar um duro desafio, também já está de olho nos próximos. Tanto que o campeão dos meio-médios (77 kg) do UFC costuma analisar a categoria com frequência. Na edição de número 268, que acontece em novembro, em Nova York (EUA), o nigeriano vai colocar o título da divisão em jogo pela quinta vez contra Colby Covington, mas segue atento ao crescimento de Leon Edwards.

Apesar de admitir que o britânico vive momento único no MMA, já que está invicto há dez lutas e com nove vitórias, Usman explicou o motivo para o atleta não disputar o cinturão dos meio-médios do UFC. Em entrevista ao canal oficial de Daniel Cormier no 'YouTube', o campeão da categoria foi claro ao mencionar que a atuação do rival contra Nate Diaz foi preponderante para adiar seus planos de enfrentá-lo novamente, dessa vez valendo o título da divisão.

Em junho, Edwards dominou Nate durante a maior parte do tempo e venceu por decisão unânime, mas um deslize no quinto round quase colocou tudo a perder. O britânico foi abalado por um soco aplicado pelo 'bad boy', mas resistiu e sobreviveu ao susto. No entanto, parte da comunidade do MMA enalteceu o americano pelo único bom momento que teve na luta e esqueceu a superioridade clara de 'Rocky' nela. De acordo com Usman, o atleta que busca desafiar o campeão dos meio-médios do UFC não pode sofrer diante de Diaz.

"Aquilo foi um teste. Você faz um teste para mim e eu decido se é você ou o outro cara. Eu e o UFC vamos conversar para escolher o próximo. Edwards lutou, estava fazendo o teste e por um tempo se saiu bem, ok, mas, de repente, no 25º minuto, cagou na cama. Você não pode fazer isso. Isso é um negócio agora. Alguém tem que ser real com esse cara", analisou o campeão do UFC, antes de completar.

"Sejamos honestos, sabemos que isso é um negócio. Esta é uma parceria entre nós e a companhia. Em uma parceria, você tem que dar a eles algo para trabalhar, tem que dar a eles algo para vender. E eles te jogaram osso após osso. Com base nessa última apresentação, você não pode estar no octógono e fazer isso com Nate Diaz. Você não pode fazer isso", concluiu.

Apesar da infelicidade de Leon Edwards, sua tão esperada revanche com Kamaru Usman, valendo o título dos meio-médios ainda pode acontecer. Para o novo encontro entre os atletas se concretizar, o britânico precisa passar pelo desafeto Jorge Masvidal no UFC 269, evento que acontece em dezembro, enquanto o campeão da categoria terá que defender o cinturão contra Colby Covington, na edição de número 268, em novembro.

Esporte