PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Claudia Gadelha mira vitória no UFC 246 para voltar ao 'bolo' e disputar cinturão em 2020

Gaspar Bruno, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

17/01/2020 12h00

Neste sábado (18), Claudia Gadelha volta à ação nos octógonos do Ultimate no primeiro card do ano e com objetivos ambiciosos para a nova temporada. Escalada para enfrentar Alexa Grasso, revelação dos pesos-palhas (52 kg), a brasileira mira um triunfo sobre a jovem mexicana para se reaproximar de vez do 'bolo' de possíveis desafiantes ao cinturão da categoria. Em entrevista exclusiva à equipe da Ag Fight, 'Claudinha' revelou que pretende disputar o título - que hoje pertence a Weili Zhang - ainda em 2020.

Especialista na luta agarrada, Gadelha ressaltou as credenciais de sua adversária - sobretudo na trocação. Mas apesar de reconhecer o talento de Alexa, a brasileiro afirmou, às vésperas do duelo, que se sente confortável para medir forças contra a mexicana em qualquer área do jogo. E, de acordo com a própria, uma vitória sobre Grasso no UFC 246 lhe alavanca de vez para o pelotão de elite das pesos-palhas.

"A Alexa é, definitivamente, uma das melhores lutadoras da categoria peso-palha. Tem um boxe muito bom, um coração grande, luta com muita garra. É uma ótima luta para mim, para onde estou agora. Estou muito feliz com meu treinamento, com minha vida pessoal. Estou muito bem, me sentindo bem para lutar com a Alexa em qualquer área, em pé, no chão. Estou muito bem treinada. Ela realmente tem um boxe muito bom, mas acredito que em qualquer área que a luta parar, estarei bem", admitiu Claudia, antes de falar em que situação de projeta em caso de triunfo no sábado.

"Com certeza (uma vitória sábado me coloca no 'bolo' pelo cinturão), lutei minha vida inteira contra as melhores lutadoras, desde o início enfrentando as melhores. Já desafiei a maior campeã da categoria duas vezes, dei duas lutas duras para ela. Já dei uma luta dura também para outra campeã também, que foi a Jessica Andrade. Então definitivamente estou ali no bolo das melhores da categoria. E ganhando sábado à noite, com certeza me coloca de volta no topo. Meu objetivo (em 2020) é lutar de novo pelo cinturão. Estou focada na luta deste sábado, mas meu objetivo é fazer mais duas lutas esse ano, voltar para o topo da categoria e mostrar que desejo ser campeã dessa categoria", completou a brasileira.

De olho no topo, Gadelha também está com suas atenções voltadas para a luta do cinturão de sua categoria, entre Joanna Jedrzejczyk e Weili Zhang. Após encarar a ex-campeã polonesa em duas oportunidades no Ultimate, 'Claudinha' apontou a carrasco como a favorita diante da chinesa - atual detentora do título da divisão até 52 kg.

"Não sei dizer muito sobre a nova campeã, a chinesa. Porque antes da luta incrível que ela fez com a Jessica Andrade, ela teve performances 'ok'. Já a Joanna é uma lutadora dura para qualquer uma da categoria, então acredito que esse vai ser o maior desafio da chinesa. Tem que ver se ela realmente é o que a gente está pensando que ela é. E acho que é a Joanna que vai mostrar isso para todo o mundo. Se for para analisar tecnicamente, acredito que a Joanna vença a luta", apostou a peso-palha brasileira.

Além de Claudia, o UFC 246 conta também com o brasileiro Diego Ferreira, que mede forças com o ex-campeão peso-leve (70 kg) do Ultimate, Anthony Pettis. A luta principal do show com sede em Las Vegas fica por conta de Donald Cerrone e Conor McGregor - que faz seu retorno após mais de um ano afastado do esporte.

Esporte