PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Anderson Silva revela que Dana recusou ideia de luta contra Conor McGregor

Ag. Fight

23/01/2019 14h37

Anderson Silva vai enfrentar Israel Adesanya no UFC 234, mas, mesmo a uma vitória da disputa do título dos pesos-médios (84 kg), o 'Spider' ainda tem como plano enfrentar Conor McGregor. Com compromisso marcado para 9 de fevereiro, o ex-campeão da categoria reiterou a jornalistas o desejo de lutar contra o 'Notorious'. No entanto, revelou que o presidente do Ultimate, Dana White, não se mostrou animado com a ideia.

Durante entrevista realizada na última terça-feira (22), em sua academia, a Spider Kick, em Los Angeles (EUA), Anderson contou de maneira resumida como se deu a sua conversa com Dana sobre a proposta de um combate contra McGregor. A sugestão foi lançada pelo irlandês, antes de seu duelo contra Khabib Nurmagomedov, em outubro do ano passado, e abraçada imediatamente pelo brasileiro, que ainda não obteve uma resposta positiva.

"Conor é o melhor nome. Em primeiro lugar, Conor me desafiou. Eu conversei com Dana sobre isso, e ele disse 'não, não, não, não'. E eu: 'Sim, sim, sim, sim'. E ele: 'Não, não, não, não'. E eu: 'Sim, sim, sim, sim'. Por que não? É uma superluta. Seria muito interessante", falou.

Além disso, Anderson ainda despistou ao comentar o futuro de seu contrato com o Ultimate. De acordo com o ex-campeão da categoria, Dana recomendou que qualquer discussão sobre o cumprimento do vínculo acontecesse depois do UFC 234. O confronto com Adesanya será o primeiro de Silva desde fevereiro de 2017. No período entre a vitória por decisão sobre Derek Brunson e o duelo contra Israel, o 'Spider' chegou a cumprir uma suspensão por doping.

Esporte