PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ex-campeão do UFC questiona aprovação de Jon Jones em teste antidoping

Ag. Fight

15/01/2019 13h45

O ex-campeão peso-médio (84 kg) do UFC Michael Bisping colocou em dúvida a aprovação de Jon Jones no exame antidoping que o americano realizou após a luta contra Alexander Gustafsson. O questionamento do agora comentarista de MMA decorre do fato de 'Bones' ter recebido o aval para competir no último dia 29 de dezembro após o esteroide turinabol ter sido novamente detectado em seu organismo - sob a justificativa de que seriam resquícios do uso anterior, pelo qual ele já tinha cumprido penalidade.

O flagrante, inclusive, fez com que o Ultimate modificasse a sede do evento para Inglewood (EUA), já que a Comissão Atlética de Nevada (NSAC) não permitiu que Jones atuasse em Las Vegas, ao alegar que não teria tempo suficiente para investigar o resultado dos testes até a data agendada. Deste modo, após Jon reconquistar o cinturão dos meio-pesados (93 kg), Bisping o entrevistou para os canais 'Fox Sports' - emissora em que trabalha - e o questionou se o exame realizado após a luta daria positivo novamente, pergunta que deixou 'Bones' aborrecido, de acordo com declaração do inglês em seu próprio podcast 'Believe You Me'.

"Jon Jones passou no exame antidoping após a luta, que foi o tema da pergunta que fiz a ele, que o levou a ficar meio aborrecido comigo no programa (...). Eu não conheço a ciência, estou falando apenas que essa é uma pergunta justa a ser feita. (...) Ele falhou no exame antidoping e falhou em vários testes em agosto, setembro. e dezembro com a justificativa de que esses metabólitos do turinabol estavam em seu sistema há anos e eles ainda poderiam estar lá por anos. (...) Então, de repente, 'voilà', na próxima vez em que ele é testado, está fora de seu sistema", explicou.

Aos 31 anos, Jon Jones retornou ao octógono e derrotou novamente Gustafsson em combate válido pelo cinturão meio-pesado que se encontrava vago após Daniel Cormier abdicar do posto para se manter entre os pesados. Ao longo da carreira profissional como atleta de MMA, o americano - tido por grande parte da imprensa e dos fãs como um dos maiores atletas de artes marciais mistas de todos os tempos - somou, até então, 23 vitórias, uma derrota e uma luta sem resultado.

Esporte