PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Jon Jones nocauteia Gustafsson e conquista cinturão do UFC pela terceira vez

Diego Ribas, em Inglewood (EUA)

Ag. Fight

30/12/2018 03h44

Atração principal do card do UFC 232, a luta entre Jon Jones e Alexander Gustafsson ganhou emoção de sobra nos últimos dias. Flagrado em um exame antidoping no início do mês e liberado a lutar apenas no estado da Califórnia, 'Bones' foi o pivô da mudança repentina que levou o show inteiro de Las Vegas para Inglewood dias antes do evento. E em meio a esse turbilhão, os atletas se prepararam para disputar o cinturão dos meio-pesados (93 kg).

Alto e dono de envergadura similar a de Jones, o atleta sueco também mostrou uma defesa de queda impecável, o que logo no início equilibrou as ações e frustrou a tentativa do americano de impor domínio físico ou territorial no octógono. Assim, caminhando para frente e aplicando jabs e direto precisos, Gustafsson pontou mais e liderou a etapa inicial.

No round seguinte, embora tenha começado com o mesmo rimo, o atleta sueco aplicou um golpe ilegal - dedada no olho -, o que pareceu capaz de abalar sua agressividade após a advertência recebida do árbitro central. Na sequência, Jones voltou a encontrar melhores ângulos para golpear e chegou a arriscar chutes que balançaram o oponente.

No terceiro assalto, Bones finalmente conseguiu derrubar o adversário, e uma vez no chão, o velho campeão voltou a falar mais alto. Com uma rápida passagem de guarda seguida de uma pegada pelas costas, o americano encontrou a posição perfeita para golpear e nocautear o oponente e garantir o cinturão da categoria pela terceira vez.

Com o triunfo, Jones volta a afivelar o cinturão do UFC e vê seu nome mais uma vez ir de encontro ao do arquirrival Daniel Cormier, atual dono do título dos pesos-pesados.

"Sei que tem um cara que se declara duplo campeão. Digo, o cara desistiu do cinturão porque alguém chegou em casa. Estou em casa, 'DC. Venha provar, estou bem aqui", provocou, abrindo caminho para um terceiro duelo entre eles.

Acompanhe os resultados do UFC 232:

Jon Jones nocauteou Alexander Gustafsson no 3º round;
Amanda Nunes nocauteou Cris 'Cyborg' no 1º round;
Michael Chiesa finalizou Carlos Condit no 2º round;
Corey Anderson venceu Ilir Latifi por decisão unânime;
Alexander Volkanovski nocauteou Chad Mendes no 2º round;
Walt Harris venceu Andrei Arlovski por decisão dividida;
Megan Anderson nocauteou Cat Zingano no 1º round;
Petr Yan venceu Douglas Silva de Andrade por nocaute técnico no 2º round;
Ryan Hall finalizou B.J. Penn no 1º round;
Nathaniel Wood finalizou Andre Ewell no 3º round;
Uriah Hall nocauteou Bevon Lewis no 3º round;
Curtis Millender venceu Siyar Bahadurzada por decisão unânime;
Montel Jackson finalizou Brian Kelleher no 1º round.

Esporte