PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"Novato" afirma que Colby é artificial e usa o nome de Trump para aparecer

Ben Askren quando lutava no One FC - Divulgação
Ben Askren quando lutava no One FC Imagem: Divulgação

Ag. Fight

27/11/2018 06h00

Contratado recentemente pelo UFC, Ben Askren já chegou causando polêmica na organização. Invicto no MMA, o ex-dono dos cinturões do Bellator e do ONE aportou no Ultimate em outubro, já provocou nomes de destaque na organização, como Khabib Nurmagomedov e Georges St-Pierre, e desta vez soltou o verbo sobre Colby Covington. Askren chamou o campeão interino dos meio-médios (77 kg) de "artificial" e o acusou de utilizar o nome do presidente Donald Trump - visitado recentemente pelo dono do título provisório - para atrair interesse.

Askren, que estreará no UFC no dia 26 de janeiro de 2019, contra Robbie Lawler, falou ao podcast 'UFC Unfiltered' que o fato de Colby Covington não soar natural seria o motivo de não contar com muito apoio dos fãs. De acordo com Ben, um indício da pouca popularidade seria número de seguidores dos dois nas redes sociais. Colby possui pouco mais de 60 mil pessoas que acompanham no Twitter, menos da metade do que tem o ex-atleta do Bellator, com 124 mil.

"Uma das razões pelas quais Colby não está 'pegando', e Colby está no UFC há quatro anos, ele teve um título falso, e ele tem uma quantidade muito pequena de seguidores em comparação a mim. Seja no Instagram, no Twitter ou em qualquer outra . Parte disso é porque ele é muito artificial. Quando Colby diz coisas, você não pensa: 'Nossa, isso é único e sincero'. O fato de ele ter que envolver o nome de Trump em tudo é para que todos fiquem bravos porque todo mundo odeia Trump. Ele tem que fazer isso para aparecer. É apenas um sinal óbvio de que as pessoas não estão com você", provocou, de acordo com transcrição do site 'MMA Nytt'.

"Eu não acho que o número de seguidores tenha algo a ver com o quão bom eu sou lutando. Dito isso, sou bom em lutar e tenho muitos seguidores. Então eu acho que isso vai me ajudar a fazer as maiores lutas, porque eu sei que o UFC presta atenção a esses números, quer isso tenha valor ou não. (...) Sou purista e gosto da luta em si, mas as pessoas gostam da minha personalidade e gostam que eu diga a verdade. Eu falo claramente, eu não fico dando voltas. Sou sincero", completou.

Aos 34 anos, Askren estreará no UFC contra o ex-campeão dos meio-médios Robbie Lawler. Invicto na carreira profissional como lutador de MMA, o americano acumulou, até o momento, 18 vitórias. Ben chegou ao Ultimate após uma troca histórica entre a maior organização de artes marciais mistas do planeta e a liga asiática ONE, que recebeu o peso-mosca (57 kg) Demetrious Johnson.

Esporte