PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Talita Bernardo 'respira' e consegue primeira vitória no UFC; Golm fica sob risco

Ag. Fight

27/10/2018 22h42

O UFC Moncton trouxe destinos bem diferentes para os dois brasileiros que lutaram no card deste sábado (27). O peso-pesado Marcelo Golm até começou melhor seu combate contra Arjan Bhullar, mas acabou perdendo na decisão dos juízes. Talita Bernardo, por sua vez, conseguiu driblar a ameaça de demissão e conquistou a primeira vitória em três confrontos na maior liga de MMA do mundo, ao dominar a peso-galo (61 kg) Sarah Moras.

Nos dois primeiros assaltos, Talita cumpriu a estratégia revelada à reportagem da Ag. Fight esta semana: manter a luta em pé, uma vez que teria melhorado na trocação. E, de fato, a lutadora de Barra de São João (RJ) mostrou notável evolução neste aspecto do jogo, confundindo a canadense com socos e chutes altos. Para assegurar a vantagem, usou a principal arma da adversária para surpreendê-la. Duas quedas, uma em cada round, tiraram qualquer dúvida sobre quem venceria o duelo.

Nos cinco minutos finais, a especialista no jiu-jitsu foi quedada, reverteu a posição e, no fim, passou por um susto, que terminou com uma tentativa de finalização de Moras. Mas, com tranquilidade e resistência, Talita saiu da tentativa de mata-leão. Os esforços valeram a pena, já que o emprego da brasileira dependia da vitória.

Vindo de derrota, Marcelo Golm havia declarado esta semana à Ag. Fight que o wrestling de Arjan Bhullar seria um grande desafio. E de fato foi. Depois de dois rounds muito apertados e de carimbar a perna esquerda do rival com chutes baixos, o brasileiro acabou sendo derrubado no fim do terceiro assalto, em um movimento que definiu o duelo. Embora muito cansado, Bhullar usou o ground and pound para impressionar os juízes, garantindo a pontuação referente aos 5 minutos finais. Golm até se esforçou e conseguiu levantar, mas acabou preso à grade, absolutamente frustrado.

Na primeira luta do card, Stevie Ray fez uma luta muito disputada contra Jessin Ayari. Os dois fizeram um duelo disputado majoritariamente na média e na longa distância e, apesar de este último ter tentado conquistar rounds usando a grade e o clinch, os árbitros viram, unanimemente, vitória para o escocês.

Outro destaque dos combates iniciais do card foi o belíssimo nocaute de Don Madge sobre Te'Jovan Edwards. O sul-africano acertou uma canelada nos primeiros segundos do segundo round e se colocou como forte candidato ao título de performance da noite.

Esporte