PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Parceiro de treinos de Conor promete se demitir do UFC caso amigo de Khabib seja cortado

Ag. Fight

24/10/2018 17h19

O companheiro de treinos de Conor McGregor, Artem Lobov, parece tão obcecado em enfrentar Zubaira Tukhugov que prometeu se demitir do UFC caso o seu compatriota seja cortado do evento. 'The Russian Hammer' estava agendado para enfrentar o parceiro de Khabib Nurmagomedov no próximo sábado (27), em Moncton, no Canadá. No entanto, o amigo do campeão dos pesos-leves (70 kg) foi um dos que invadiu o octógono e agrediu o irlandês durante a confusão em Las Vegas (EUA) e, por isso, foi afastado do evento.

Por enquanto o futuro de Tukhugov no UFC ainda é indefinido, mas, em declaração ao site da 'ESPN' americana, Lobov revelou que irá atrás de Zubaira em qualquer outra organização de MMA caso ele tenha o seu contrato rompido com o Ultimate. Deste modo, eles reviveriam a rivalidade entre Khabib e Conor, desafeto que, de acordo com o próprio Artem em entrevista recente, começou após uma provocação feita por Nurmagomedov ao ex-campeão de duas categorias do UFC.

"Se eles o demitirem, eu quero ser demitido também. Vou lutar contra ele no ACB, no Bellator ou em qualquer liga que ele queira. Mas eu vou pegá-lo. Nossa luta tem que acontecer no octógono. Quero olhar nos olhos dele, cara a cara. Quando você está dentro do octógono, é um contra um. Minhas habilidades contra as dele. Meu coração contra o dele. Eu quero testar o coração dele no octógono. Quero ver o que ele tem", projetou.

Com Tukhugov afastado temporariamente do UFC, o americano Michael Johnson foi escalado para lutar em seu lugar contra Lobov no evento do próximo final de semana. O russo, que não entra no octógono desde outubro de 2017, quando foi derrotado por Andre Fili, não demonstrou empolgação com o novo adversário, pois ressaltou que o maior objetivo neste momento é enfrentar Tukhugov.

"Só lutarei porque já estava pronto para lutar, e porque não luto há um ano. Tive que aceitar essa luta por vários motivos. Mas não tenham dúvidas, eu quero Zubaira. Nós precisamos vencer, mas não me sinto pressionado. Para mim, é um passo a mais para lutar contra Zubaira. Não tenho nada além disso na minha cabeça. Só consigo pensar nisso. Não vou descansar e nem dormir enquanto não enfrentá-lo", concluiu.

Aos 32 anos, Artem Lobov somou 13 vitórias, 14 derrotas, um empate e uma luta sem resultado ao longo da carreira profissional. Já o seu próximo adversário Michael Johson acumulou um cartel de 18 triunfos e 13 reveses, enquanto Tukhugov venceu 18 dos 22 embates que já realizou como atleta de MMA.

Esporte