PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Khabib recebe multa de R$ 3,72 milhões por briga generalizada no UFC 229

Khabib enfrenta McGregor no UFC 229, em Las Vegas - Harry How/Getty Images
Khabib enfrenta McGregor no UFC 229, em Las Vegas Imagem: Harry How/Getty Images

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

24/10/2018 14h00

A manhã desta quarta-feira (24) foi movimentada em Las Vegas (EUA). A Comissão Atlética de Nevada promoveu uma audiência para julgar dois pontos importantes e recentes ocorridos no último evento do UFC na cidade. Suspensos provisoriamente após a confusão generalizada no ginásio T-Mobile Arena, Conor McGregor e Khabib Nurmagomedov viram suas penas serem estendidas indefinidamente até que uma próxima reunião seja realizada e seus casos julgados, além de verem uma multa milionária ser aplicada.

A audiência, marcada para o dia 10 de dezembro, deverá contar com a presença dos dois atletas, de acordo com exigência de Anthony Marnell, promotor responsável pela entidade. Ele, por sinal, fez questão de demonstrar sua insatisfação com os atos praticados ao final do UFC 229. De acordo com suas palavras, eles poderiam banir tanto Conor quanto Khabib de forma vitalícia do esporte nos EUA, além de reter 100% de seus salários.

Por sinal, o assunto dinheiro foi o que mais chamou a atenção durante a audiência. Segundo Marnell, se ele tivesse acesso a todos os vídeos gravados durante a confusão na data em questão, também seria requisitado que o salário de McGregor tivesse sido retido. No entanto, protagonista da briga entre as equipes, apenas Khabib Nurmagomedov viu seu dinheiro ficar à mercê da Comissão Atlética. E a multa não foi pequena.

Depois de uma breve discussão que envolveu os comissionários sobre o valor a ser estipulado como punição justa pela confusão, a entidade se baseou na bolsa fixa de 2 milhões de dólares e deixou a quantia referente à venda de pay-per-view fora do assunto. Dessa forma, liderados por Marnell, a comissão multou de forma unânime o campeão peso-leve (70 kg) em 50% da quantia, e liberou o UFC a enviar o 1 milhão de dólares restante (cerca de R$ 3,72 milhões) para o atleta russo.

O montante deverá ser usado para reparar os danos com o local do evento e com a segurança do show.

MMA