PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Weidman revela acordo com UFC e diz que disputará título caso vença Jacaré

Weidman lamenta decisão do juiz e do médico no UFC 210 - Josh Hedges/Zuffa LLC
Weidman lamenta decisão do juiz e do médico no UFC 210 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC

Ag. Fight

23/10/2018 08h00

O UFC 230 teve uma grande perda com a lesão de última hora de Luke Rockhold. Com isso, sua revanche contra Chris Weidman teve que ser adiada. Agora, o algoz de Anderson Silva enfrentará outro brasileiro: Ronaldo 'Jacaré'. E de acordo com o americano, em caso de vitória no próximo dia 3 de novembro, em Nova York (EUA), lhe será concedida a chance de disputar o cinturão dos pesos-médios (84 kg).

Durante participação no programa 'Ariel Helwani's MMA Show', 'All American', como é conhecido, revelou um acordo realizado entre seu empresário e o Ultimate. De acordo com Chris, além da chance pelo cinturão, ele será promovido à 'reserva de luxo' na disputa do título da categoria entre Kelvin Gastelum e Robert Whittaker - que deve ocorrer no início de 2019.

"Se eu ganhar essa luta, disputarei o cinturão. Obviamente, eu já estava perto de lutar pelo título antes dessa luta, após ter vencido e finalizado Gastelum. Quem iria lutar contra Whittaker estava entre eu e ele. Eles decidiram escolher Gastelum", garantiu Weidman, antes de revelar as exatas palavras do empresário sobre o possível acordo com o evento.

"E depois que você ganhar , eles irão te levar para a Austrália para estar pronto para substituir o evento principal ", completou o atleta com a suposta declaração de seu empresário.

A condição de substituto pode ter funcionado como uma espécie de 'agrado' ao lutador por ter aceitado o duelo de última hora contra Jacaré. No entanto, para conquistar essas regalias, Weidman terá primeiro que se preocupar em vencer o brasileiro - que é um atleta com características completamente diferentes das de Luke Rockhold, oponente original de Chris para o combate.

Atual campeão da categoria até 84kg, Whittaker se recupera de lesão sofrida na mão. O australiano, que lidera o 'TUF 28' junto com Gastelum, só estará apto para retornar aos cages em 2019. Portanto, a luta - que valerá o cinturão dos médios - programada para o fim deste ano entre os treinadores do reality show teve que ser adiada e ainda não possui data definida.

MMA