PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Poirier critica Nate Diaz por "dor de cabeça" durante negociação para o UFC 230

Ag. Fight

22/10/2018 14h03

Dustin Poirier iria enfrentar Nate Diaz no UFC 230 no próximo dia 3 de novembro, mas uma lesão no quadril o retirou do evento em Nova York (EUA) e o duelo foi cancelado. No entanto, 'The Diamond' revelou que o seu então adversário causou uma grande 'dor de cabeça' durante a negociação da luta e, por isso, existia o risco de o combate não acontecer mesmo que ele não tivesse se contundido.

Em entrevista ao programa 'MMA Hour', Poirier relatou que Diaz criou diversas dificuldades para o duelo sair do papel. De acordo com ele, o rival insistia em querer lutar no peso-casado de até 72,6 kg. ao invés de aceitar o combinado inicial de um embate no peso-leve (70 kg). Além disso, o UFC, na ocasião, ainda não tinha um combate principal agendado, e cogitou que a luta deles fosse a última da noite, com cinco rounds disputados.

"Não temos tempo suficiente para falar sobre todas as vezes em que foi alterada. Em um momento estava de pé, no outro não estava mais. Estava tudo errado, era uma loucura, tinham muitas coisas malucas acontecendo. Eles queriam mudar para cinco rounds, era uma bagunça. Nate estava sendo difícil de lidar. Ofereceram peso-leve (70 kg) e ele queria 72,6 kg e eu concordei com isso. (...) Foram dias seguidos dele tentando fazer do próprio jeito. (...) Era uma dor de cabeça enorme", contou.

Deste modo, devido à confusão causada por Diaz e pelo fato de o UFC escalar Daniel Cormier vs Derrick Lewis no duelo principal, o confronto correu o risco de, inclusive, ser cancelado antes mesmo de Poirier se lesionar. Porém, o americano se colocou à disposição para realizar a disputa no futuro.

"Mesmo que tudo tivesse corrido bem, não tenho certeza se essa luta teria acontecido com esse cara. Mas se o UFC quiser, eu topo. Se eles podem fazer isso acontecer, eu topo", concluiu Poirier.

Aos 29 anos, Dustin Poirier perdeu apenas um dos últimos dez embates que fez no UFC. Ao longo da carreira profissional como atleta de MMA, ele acumulou 24 vitórias, cinco derrotas e uma luta sem resultado. Já Nate Diaz, de 33 anos, somou 19 triunfos e 11 reveses em seu cartel.

Esporte