PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Rival perde título, e Esquiva Falcão concentra desafio em novo campeão

Esquiva Falcão comemora vitória sobre o argentino Guido Pitto, em Las Vegas - Diego Ribas/Ag Fight
Esquiva Falcão comemora vitória sobre o argentino Guido Pitto, em Las Vegas Imagem: Diego Ribas/Ag Fight

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

21/10/2018 12h31

Esquiva Falcão e Ryota Murata têm negócios não resolvidos desde 2012, quando o japonês venceu o brasileiro na final dos Jogos Olímpicos de Londres, em um duelo cuja pontuação é contestada até hoje pelo dono da medalha de prata. Mas, no último sábado (20), a história de rivalidade parece ter se encerrado. Murata perdeu o título dos médios (72,5 kg) da Associação Mundial de Boxe para o americano Rob Brant, e o capixaba declarou que não pretende mais enfrentá-lo.

Isso porque, ao longo de 2018, Esquiva desafiou Murata, que não topou encará-lo. De acordo com o pugilista, a Top Rank, promotora de boxe, chegou a oferecer o combate para o nipônico, que recusou. Assim, sem o cinturão em jogo, Falcão decidiu ignorar Ryota.

"Agora, acabou o japonês. Agora, sem o cinturão, não vou enfrentá-lo. Ele não quis me enfrentar quando era campeão; agora que ele não é mais campeão, também não quero mais enfrentá-lo. Agora vou desafiar o outro, vou buscar o cinturão do outro. Assisti à luta, luta boa, dois atletas muito bons, mas eu bem preparado, 100%, ganho dos dois", falou, em vídeo gravado logo após o duelo de Murata e Rob Brant, novo detentor do título.

Brant, de 28 anos, tem um cartel de 24 vitórias e apenas uma derrota. O único revés de sua carreira aconteceu há cerca de um ano, diante do alemão Jürgen Brähmer, por decisão unânime.

Neste domingo (21), Falcão usou as redes sociais para celebrar a vitória diante do argentino Guido 'Chico' Pitto, em Las Vegas. Ele chegou a 22 triunfos e está invicto na carreira como profissional.

Confira o vídeo:

Esporte