PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Anderson Silva se oferece para descer de categoria por superluta com McGregor

Ag. Fight

20/10/2018 21h10

Aguardando o final de sua segunda suspensão pelo uso de doping, Anderson Silva parece disposto a apostar todas as suas fichas na reta final de sua carreia. Aos 43 anos e sem lutar desde fevereiro de 2017, o brasileiro voltou a sinalizar por uma superluta com Conor McGregor, nem que para isso ele tenha que descer de categoria.

Em entrevista ao site 'TMZ Sports', o 'Spider' voltou a pedir por um confronto com o irlandês e se ofereceu para descer para inéditos 81,7 kg e, assim, fazer um combate em um peso-casado. Ex-campeão dos pesos-médios (84 kg), o brasileiro poderá competir a partir do dia 10 de novembro.

"Estou esperando. Aceitei o desafio do Conor , e agora o problema é dos cargos mais altos. Na verdade, não é um problema. Quero que Dana pense sobre essa luta. São dois grandes nomes, duas lendas do esporte. Por que não? Acho que 180 libras (81,7 kg) é bom tanto para mim quanto para ele também. Essa é uma superluta, não é sobre categorias de peso", narrou o atleta.

No entanto, o nome de Spider não parece fazer muito sentido no momento. Afastado dos octógono desde fevereiro de 2017, o atleta viu de longe o nome do irlandês se tornar o mais famoso do mundo do MMA. Ao mesmo tempo, McGregor desenvolveu intensa rivalidade com o russo Khabib Nurmagomedov, rival que o finalizou no início deste mês no card de maior vendagem da história do UFC. Por isso, nada mais natural do que uma revanche.

"Não creio que o Conor venceria o Khabib em uma revanche. Definitivamente não. O que eu acho é que Conor precisa fazer uma luta comigo, essa é uma boa luta. Deixe eu te falar uma coisa muito importante, Conor. Essa luta não é pelo dinheiro, é pelo desafio das artes marciais", finalizou.

Esporte