PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Adversário de Esquiva Falcão narra "programação mental" para enfrentar brasileiro

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

20/10/2018 15h35

Guido Pitto não era o adversário originalmente previsto para Esquiva Falcão neste domingo (20), em Las Vegas (EUA). Mas, tendo aceito a luta com cerca de 40 dias de antecedência, o argentino declarou acreditar que tem chances de surpreender o brasileiro. E a receita está baseada na 'programação mental' que fez após seus treinos.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, que vai acompanhar o duelo 'in loco' na T-Mobile Arena, 'Chico' afirmou que além de treinar especificamente para o jogo de Esquiva e de assistir aos vídeos de lutas do capixaba, ele usa estes recursos para se preparar psicologicamente.

"Propusemos uma luta baseada no treinamento que eu tenho feito desde que fui avisado desta luta. Trabalhar com consciência, contra um canhoto, basicamente isso. Fazer uma boa luta, não entregar nada, sempre atento, com a mão na guarda e, uma vez que estivermos lá em cima, a luta vai se desencadear para que eu tome minhas decisões. Mas, basicamente, estou pronto para a luta", declarou.

"Eu assisti alguns vídeos de suas lutas, alguns comentários, mas eu confio muito no que vejo, no que a minha equipe vê, mas, sobretudo, pessoalmente, o que eu vejo. Com base nisso, eu me programo mentalmente para o meu rival. Como eu disse, na luta tudo pode acontecer, temos de estar prontos para todos os imprevistos e dar o melhor", acrescentou.

O argentino deixou claro que não faz questão de nocautear o medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Nem de obter uma eventual oportunidade pelo título dos médios (72,5 kg) se derrotar o brasileiro. Segundo 'Chico', o único objetivo é ter a mão levantada no confronto deste sábado (20).

"De qualquer forma. Vim para ganhar, para dar o melhor de mim, não entregar nada. Do modo que for, eu vim para ganhar. Simplesmente isso. O nocaute, se chegar, chegará. Mas, principalmente, eu vim para ganhar. Não tenho que pensar em mais nada. A única coisa para a qual eu vim é para ganhar. Estou pronto e preparado para vencer", afirmou.

Pitto ressaltou que, embora não tenha feito um camp completo para enfrentar Esquiva, não estava parado quando recebeu o convite para o duelo. "Treino sempre, não fico sem treinar. Tenho o hábito de treinar todos os dias. Sou 'amigo da academia'. Uma vez que tomei conhecimento da luta, fizemos os ajustes necessários para trabalhar contra um canhoto, além de polir um pouco a técnica", encerrou.

O confronto entre Esquiva Falcão e Guido Pitto será o antepenúltimo do card. O evento é encabeçado pela luta Ryota Murata vs Rob Brant, pelo título mundial dos médios, pela Associação Mundial de Boxe.

Esporte