PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Recuperado de lesão e em busca do top 10, 'Hannibal' faz campanha por luta no UFC 232

Felipe Paranhos, em Salvador (BA)

Ag. Fight

19/10/2018 06h00

Claudio 'Hannibal' possui um histórico pouco agradável quando o assunto é lesão. O meio-médio (77 kg), que ficou afastado do MMA por quatro anos, retornou aos octógonos em 2018. Mas após realizar sua 'reestreia' com vitória, o brasileiro se contundiu novamente - e foi afastado do UFC Moscow, em setembro. No entanto, o atleta garantiu que está 100% recuperado e com desejo de figurar entre os melhores de sua categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Hannibal revelou que já superou a lesão na região lombar e que retomou os treinos normalmente há cerca de duas semanas. Agora, o desejo do brasileiro é o de figurar entre os lutadores que atuarão no card de despedida do Ultimate em 2018: UFC 232, em Las Vegas (EUA).

"Gostaria muito de lutar no UFC 232, em Las Vegas. Estou até fazendo uma campanha nas minhas redes socias, marcando o Dana White, o Sean Shelby, o Canal Combate, e gostaria muito, seria um sonho lutar nesse card de final de ano. Botar mais uma vitória aí, ganhar mais um bônus, estou disposto a passar por cima de todo mundo que colocarem na minha frente. Sei que tenho - como mostrei na minha última luta - capacidade total de chegar no top 10. Venci grandes nomes e estou esperando minha hora, estou pronto", garantiu o mato-grossense.

E se tomarmos como base o último compromisso de Claudio, é indiscutível o potencial do lutador na divisão até 77 kg. Na ocasião, o brasileiro teve uma performance impecável e finalizou Nordine Taleb com um mata-leão ainda no primeiro round. Para o futuro, o meio-médio deseja alguém de mais renome, para ascender de vez na categoria.

"Gostaria de enfrentar um cara mais duro do que foi na última luta. Porque na última luta não deu nem para suar, nem cansei. Cansei mais comemorando do que propriamente lutando, então com certeza queria um adversário mais duro para me jogar lá no top 10. Não tenho ninguém em mente, quem o UFC colocar , eu pego", opinou Hannibal, sem papas na língua, em conversa com a Ag Fight.

O cartel de Claudio se assemelha com o de uma grande atleta - já confirmada no UFC 232 - Cris 'Cyborg'. Assim como a campeã do UFC, Hannibal possui apenas uma derrota em sua carreira, sendo essa em sua estreia no MMA, tal como a curitibana. Desde então (2007), o meio-médio soma 12 vitórias e nenhum revés como profissional.

Esporte