PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Deiveson revela xingamentos de Moraga e desafia Cejudo e Demetrious Johnson

Ag. Fight

27/08/2018 17h53

Deiveson Figueiredo conquistou, no último sábado (25), no UFC Lincoln, a maior vitória de sua carreira ao nocautear John Moraga. E, conforme havia revelado à reportagem da Ag. Fight na semana da luta, mirou alto nas entrevistas após o evento. Em conversa com o site 'MMA Junkie' na zona mista, o peso-mosca (57 kg) desafiou Henry Cejudo, atual campeão da categoria, e Demetrious Johnson, ex-detentor do cinturão.

No confronto contra Moraga, o 'Deus da Guerra' foi superior desde o primeiro momento. No segundo round, castigou o adversário com golpes no abdômen e uma cotovelada no rosto que abriu o caminho para o nocaute. Para Deiveson, a superioridade que imprimiu na vitória lhe dá poder para buscar os atletas mais bem ranqueados na divisão.

"Agora, eu estou com moral para pedir qualquer um dos cinco . Até mesmo o Cejudo. Se não for o Cejudo, que venha o Demetrious Johnson, e um dos dois eu quero. Eu tenho moral para pedir um dos dois. Nocauteei um cara que já lutou pelo cinturão", disse.

Sobre um eventual embate contra o campeão, ele manteve a firmeza. "Cejudo é bom de wrestling, eu sou de luta marajoara. Vamos ver qual é o melhor", falou. Questionado sobre a possível subida de categoria de Henry, Deiveson prometeu persegui-lo aonde for, no melhor estilo 'trash talk'. "Se ele correr, eu pego o cinturão e vou atrás dele na 61 kg", provocou.

O peso-mosca paraense também revelou os bastidores da encarada tensa entre ele e Moraga na pesagem cerimonial do evento, na sexta-feira (24). Segundo Deiveson, a reação do adversário ao cumprimento inicial do encontro fez com que a raiva tomasse conta.

"Na verdade, eu cheguei para cumprimentá-lo. É um prazer lutar com um cara que desde muito antes eu observava lutar pelo UFC. Eu era fã do cara. E eu cheguei para cumprimentá-lo, o cara me mandou se f****, então eu mandei ele três vezes. Daí começou meu ódio", declarou.

Figueiredo tem 30 anos e 15 lutas profissionais em seu cartel. Invicto, o lutador chegou ao UFC em 2017, nocauteando Marco Beltran. Depois, derrotou Jarred Brooks em uma decisão dividida. Em seguida, novo nocaute, desta vez contra Joseph Morales. E, em sua primeira luta no Ultimate fora do Brasil, não deu chances a Moraga.

Esporte