PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Iuri 'Marajó' revela conselhos para 'irmão mais novo' Deiveson Figueiredo

Felipe Paranhos, em Salvador (BA)

Ag. Fight

23/08/2018 14h18

 

Experiente, aos 38 anos, o atleta do UFC Iuri 'Marajó' pode hoje usar o conhecimento adquirido durante a longa trajetória profissional para além do octógono. Comandante da academia 'Marajó Brothers Team', o paraense está há sete anos no quadro de lutadores do Ultimate, o que lhe dá autoridade para aconselhar os que aspiram por uma carreira de sucesso no MMA. Deste modo, o peso-galo (61 kg) procura ajudar o seu colega de treino e organização Deiveson Figueiredo como a um irmão mais novo, assunto sobre o qual comentou em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight.

Desde 2011 no Ultimate, quando estreou com vitória sobre o compatriota Felipe 'Sertanejo', Iuri é consciente dos perigos que o sucesso pode trazer ao lutador inexperiente e, por isso, procura compartilhar sua experiência de vida com Deiveson. Invicto na carreira profissional, o peso-mosca (57 kg) começou em 2017 no UFC e agora vai em busca da quarta vitória na organização. No próximo sábado (25), ele luta contra John Moraga, em Nebraska (EUA), no UFC Lincoln, evento de que 'Marajó' também fará parte.

"Acho que o momento dele vai chegar. Depois da luta no sábado, ele saindo com a vitória, em breve estará entre os seis primeiros. E fazendo mais uma luta com alguém acima dele no ranking, talvez já tenha até a oportunidade de lutar pelo cinturão. Ele é um cara com quem eu converso bastante, mas ele tem o estilo dele. Falo para ele que o homem tem que ser homem não só dentro como fora da academia, sempre respeitar as pessoas e ter a postura de um homem que todo mundo vai querer ter como exemplo. Então, tem que saber para onde vai, quem são os amigos... Porque tem muita gente que pode estar lá só porque a pessoa está por cima. É a partir do momento que o cara cai que você vê os amigos de verdade", aconselhou.

No entanto, 'Marajó' não poderia deixar de aconselhar seu pupilo também sobre como proceder dentro do octógono. Para além da parte técnica do combate, a ascensão no UFC hoje muitas vezes se dá pela maneira com que os lutadores se promovem, e nada melhor do que fazer um desafio ao vivo após uma vitória para tentar subir alguns degraus no ranking em busca do cinturão. Iuri fez questão de recomendar a Figueiredo que, em caso de triunfo contra John Moraga, aponte nos microfones do Ultimate um nome como possível futuro adversário.

"Acho que tem que falar mesmo para conseguir uma oportunidade de lutar com os tops, então tem que ganhar e pedir mesmo um cara acima dele no ranking. E acredito que consiga, já que é um cara que está em ascensão e chegando com força total", completou.

'Marajó' enfrentará Cory Sandhagen também no próximo sábado e buscará a 36ª vitória como atleta profissional de MMA. Além dos triunfos, Iuri conta também com nove derrotas e uma luta não contabilizada em seu cartel.

Esporte