PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Treinador assume culpa por golpe ilegal em luta do UFC; entenda

Ag. Fight

30/07/2018 15h13

O combate principal do UFC Canadá, realizado no último sábado (28), colocou frente a frente dois dos mais agressivos pesos-leves (70 kg) da atualidade. E a vitória de Dustin Poirier por nocaute no segundo assalto por pouco não apagou um momento polêmico realizado instantes antes do final do confronto.

Em posição de vantagem, Eddie Alvarez golpeava por cima quando olhou para o corner e viu seu treinador Mark Henry simular uma cotovelada de cima para baixo, golpe popularmente conhecido como norte-sul e que é ilegal. Na sequência, o ex-campeão atacou o oponente desta forma, foi advertido pelo árbitro e obrigado a reiniciar a disputa em pé - o que selou o resultado final.

"Eu queria dizer a ele que eu queria cotoveladas, e eu dei o sinal errado. O árbitro sempre diz aos lutadores e treinadores sobre as cotoveladas norte-sul. Foi minha falha, não sou um idiota. Eu dei o sinal errado", afirmou o treinador durante entrevista ao podcast 'Ariel Helwani's MMA Show'.

Desde a derrota de Alvarez, o treinador se tornou alvo dos fãs que passaram a criticá-lo nas redes sociais pelo erro que teria sido responsável pela derrota do pupilo. Isso porque, apesar da desvantagem no assalto, Eddie levava vantagem no momento e, por cima, poderia causar mais danos em Poirier, que apenas se defendia espremido contra a grade.

Totally this guy's fault pic.twitter.com/IbxUK4SXUo

? matty waring (@MattyWaring) July 29, 2018

Esporte