PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Ex-campeão do UFC explica porque recusou luta com 'Borrachinha'

Ag. Fight

30/07/2018 16h24

Chris Weidman tem confronto marcado contra Luke Rockhold no próximo dia 3 de novembro, em Nova York (EUA), em duelo que pode colocar o vencedor em rota de colisão pelo título dos pesos-médios (84 kg) do UFC. Curiosamente, o brasileiro Paulo 'Borrachinha' atuará no mesmo card contra Yoel Romero mesmo depois da campanha realizada para encarar o ex-campeão.

Nesta segunda-feira (30), o americano falou pela primeira vez sobre o assunto e explicou porque não quis enfrentar o invicto brasileiro. Para isso, ele optou por medir forças com Rokhold, atleta que o nocauteou em 2015 para 'roubar' o cinturão do evento.

"Quando lutei com o Kelvin , ele era um top 10. Queriam me dar um outro top 10, e eu não vejo razão para isso. Mas se o UFC realmente quisesse, eu teria topado. Mas não vejo sentido. Teria o Uriah Hall também, mas eu já o venci anos atrás. Foi uma grande luta", narrou durante entrevista ao podcast 'Ariel Helwani's MMA Show'.

Desta forma, o evento a ser realizado na cidade de Nova York (EUA) contará com diversos pesos-médios (84 kg) em ação, incluindo o combate entre Ronaldo 'Jacaré' e David Branch, totalizando seis top 10 da divisão. Por isso, o recado parece claro de que o próximo desafiante ao título não apenas sairá deste card como também pertencerá a quem impressionar mais no octógono.

"Me disseram que eu sou o próximo cara. Mas não sou idiota, vejo o que está acontecendo, tenho que ir lá e dominar, vencer o Rockhold", finalizou.

Aos 34 anos e dono de cartel de 14 vitórias e três derrotas, Weidman não compete desde julho do ano passado, quando venceu Gastelum e interrompeu série de três derrotas seguidas no evento.

Esporte