PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dana White promete esperar Holloway provar saúde para permitir retorno

Max Holloway foi retirado do UFC 226 após exames apontarem sintomas de concussão - Gregory Shamus/Getty Images
Max Holloway foi retirado do UFC 226 após exames apontarem sintomas de concussão Imagem: Gregory Shamus/Getty Images

30/07/2018 06h00

Sem pressa. Dana White, presidente do UFC, afirmou a jornalistas, durante o fim de semana do UFC Calgary, no Canadá, que pretende não só respeitar o tempo estabelecido pelos médicos para o retorno de Max Holloway como também conceder mais prazo ao campeão peso-pena (66 kg).

Ao fazer tal afirmação, o dirigente reiterou o posicionamento externado logo que Max foi retirado do UFC 226, no início de julho. A prioridade, segundo White, é a saúde do campeão. E, sobre isso, Dana deu a entender que as primeiras avaliações médicas feitas em Max são positivas.

"Ele está bem. Está indo bem. Eles lhes deram um prazo. Eu realmente gostaria de esperar um pouco mais do que o prazo dado a ele e me certificar de que ele está 100%. Não sei ainda ", falou.

"Não houve aneurisma. Teve a ver com uma concussão. Ou foi concussão, ou eles acreditam que aquilo aconteceu com ele porque ele estava cortando peso naquele momento. Ainda não sabemos com certeza. Mas sabemos que ele está indo bem, está saudável e está bem melhor", completou.

Dana também mostrou preocupação com o retorno de Max aos treinos. Sem mencionar qualquer intenção de retirar o cinturão do campeão, o presidente do Ultimate reforçou que a organização quer apenas que o 'Abençoado' fique 100%, independentemente do tempo que será necessário.

"O que eu quero fazer é dar a ele algum tempo off. Aqui está o problema: não importa quão longe se marque uma luta, eu estou preocupado com ele começando a fazer sparring. Não quero que ele faça nada disso sem que seja absolutamente necessário. Quero dar a ele mais tempo. Não há prazo definido. Só quero que o garoto fique saudável", declarou.

Max foi retirado do UFC 226 apenas três dias antes do evento, depois de, em repetidas consultas médicas, ser detectado que ele tinha sintomas de concussão. O duelo contra Brian Ortega saiu do card e o 'T-City', antes desafiante ao título, ainda não tem seu futuro definido.

MMA