PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Joanna Jedrzejczyk cogita subir de categoria caso reconquiste cinturão do UFC

Ag. Fight

28/07/2018 10h00

Joanna Jedrzejczyk possui um objetivo claro: reconquistar o cinturão do peso-palha (52 kg) do UFC. Mas para isso, a ex-campeã terá que retomar o caminho das vitórias, e o próximo desafio será neste sábado (28) no UFC Calgary (Canadá), contra Tecia Torres. No entanto, apesar de estar focada em sua divisão, a polonesa revelou em declaração após os treinos abertos dessa quarta que não descarta subir de categoria no futuro.

Sua possível ida aos moscas (57 kg) faria sentido por se tratar de uma categoria recente que não conta com uma campeã de renome, além do fato de Joanna ter sofrido com o corte de peso em algumas oportunidades. No entanto, de acordo com a polonesa, essa possibilidade só pode ser cogitada após ela retomar seu reinado na divisão em que fez história.

" Porque eu vou para este cinturão depois desta luta, esse é o ponto, é por isso que estou aqui. Caso contrário, eu poderia subir . Mas vou marcar a minha posição no sábado, na luta com a Tecia Torres, e vou conseguir este título. Mais cedo ou mais tarde, vou ser a campeã peso-palha novamente e depois disso vamos ver se vou subir de peso", revelou a polonesa ao site 'MMA Fighting'.

As críticas direcionadas à Jedrzejczyk após suas duas derrotas contra a atual campeã Rose Namajunas, não parecem ter abatido a polonesa - que inclusive considera que venceu o último confronto entre elas. De acordo com a ex-campeã, seu legado fala por si só.

"As pessoas não podem definir minha carreira de lutadora nas minhas duas últimas lutas porque estou nesse ramo há 15 anos. 100 lutas de muay thai, boxe e kickboxing. Seis vezes campeã mundial de muay thai, cinco vezes campeã europeia de muay thai, campeã do UFC de forma dominante por três anos. Eu conheço meu legado. Eles podem dizer o que quiserem, mas eu sou enorme ", desabafou a lutadora.

Confiança não falta para Joanna galgar rumo ao título novamente. No entanto, vencer Tecia neste sábado é imprescindível para sonhar com outra revanche contra Rose pelo cinturão. O UFC Calgary também marca o retorno do brasileiro José Aldo aos octógonos.

Esporte