PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Borrachinha' revela convite da ATT e planeja treinos no Brasil e EUA para enfrentar Romero

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

28/07/2018 08h00

Paulo 'Borrachinha' terá, no dia 3 de novembro, em Nova York (EUA), aquele que é disparadamente o maior desafio de sua carreira. No UFC 230, o brasileiro vai enfrentar Yoel Romero, ex-desafiante ao cinturão dos médios (84 kg) e atual número 1 da categoria, atrás apenas do campeão Robert Whittaker. Para tanto, o atleta cogita reforçar os treinos nos Estados Unidos, em alternância com sua preparação em Minas Gerais.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Borrachinha revelou que Marcus 'Conan' Silveira, fundador e técnico da American Top Team, convidou-o para treinar na matriz da equipe, em Coconut Creek, no estado americano da Flórida.

"O Conan me chamou, sim, para treinar lá na ATT. Eu vou pensar a respeito, estou analisando, vou pensar
bastante a respeito", afirmou. Embora Romero seja um dos lutadores do time, o cubano treina numa das filiais da academia, em Orlando.

A cidade da Disney, aliás, tem sido casa para Borrachinha nas últimas semanas. Ele iniciou a preparação na Fusion X-Cel, em Ocoee, a 20 minutos de Orlando. A equipe é a mesma em que treinam os brasileiros Ronaldo 'Jacaré' e Alan 'Nuguette'. À Ag. Fight, Paulo detalhou seu planejamento rumo ao UFC 230.

"O camp possivelmente vai ser feito na minha academia, a 'Team Borracha' em Contagem, Minas, novamente. Mas eu estou aqui nos EUA aproveitando e treinando. Continuo aqui na Fusion X-Cel', uma academia bem legal. Tenho alguns amigos aqui, fui muito bem recebido. Então, estou gostando muito. Mas vou fazer o camp lá na minha cidade, vou passar algum tempo aqui e devo voltar aqui para treinar wrestling com o Albarracin lá em Phoenix, mas vou terminar o camp lá em Contagem", declarou.

A visita ao técnico de wrestling da Pitbull Brothers e do desafiante ao título mosca (57 kg) Henry Cejudo não é novidade. Já há algumas lutas, Borrachinha tem afiado sua defesa de queda junto com Albarracin. Mas, desta vez, o parâmetro de treino é outro. Paulo reconheceu que Yoel Romero é, de longe, o melhor wrestler que já enfrentou. Por outro lado, afirmou que, do ponto de vista do striking, passou por um obstáculo mais difícil no UFC 226, no início do mês.

"Acho que ele é bem pior que o Uriah Hall, que é um striker de altíssimo nível, muito habilidoso, experiente e muito melhor do que o Romero. Então, eu preciso intensificar, sim, meus treinos de wrestling, mas nunca saindo da minha origem, que é o jiu-jitsu e o boxe", finalizou.

Invicto em 12 lutas, Borrachinha tem construído uma trajetória de rara ascensão dentro do Ultimate. Conseguiu nocautes em seus quatro combates na maior organização de MMA do mundo e manteve a marca de nunca ter levado uma luta à decisão dos juízes.

Esporte