PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

McGregor agradece por acordo judicial em discurso breve: "Seguir em frente"

Roubo de cinturão - Reprodução/Facebook @thenotoriousmma
Roubo de cinturão Imagem: Reprodução/Facebook @thenotoriousmma

Ag. Fight

26/07/2018 11h37

Na saída da sede da Procuradoria do Distrito do Brooklyn, no estado americano de Nova York (EUA), Conor McGregor agradeceu pelo apoio dos fãs e pela compreensão da Justiça do país em pôr fim às acusações relacionadas ao ataque que promoveu contra um ônibus que levava lutadores do UFC 223, em abril.

Nesta quinta-feira (26), o irlandês firmou um acordo no qual se comprometeu a restituir integralmente a empresa proprietária do ônibus pelos danos causados, cumprir cinco dias de serviço comunitário e participar de um programa de gerenciamento de raiva. Em compensação, por ter se considerado culpado de uma das acusações, não será preso, não terá restrições em seu visto de entrada nos Estados Unidos e não serão registrados antecedentes criminais.

Logo após o encerramento da audiência, McGregor usou microfones previamente colocados na parte de fora do prédio para se pronunciar à imprensa. Em um discurso que durou apenas alguns segundos, o ex-campeão dos penas (66 kg) e dos leves (70 kg) do UFC se limitou a agradecer pelo fim do problema.

"Gostaria apenas de dizer que agradeço à promotoria e ao juiz por me permitir seguir em frente. A meus amigos, minha família e meus fãs, quero dizer muito obrigado pelo apoio", declarou.

Com a assinatura do acordo, Conor passa a ter caminho livre para retornar ao Ultimate. Provável adversário de Khabib Nurmagomedov pelo título peso-leve, o irlandês tinha no processo um empecilho, já que o presidente do UFC, Dana White, havia declarado que só negociaria o próximo combate de McGregor depois que as questões judiciais do lutador se resolvessem.

MMA