PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Conor McGregor critica segurança que o processou por confusão em 2016

Sean M. Haffey/Getty Images/AFP
Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images/AFP

Ag. Fight

26/07/2018 06h00

Em agosto de 2016, às vésperas do UFC 202, Conor McGregor se envolveu em uma confusão com o time do seu adversário Nate Diaz. Na ocasião, os dois se desentenderam durante a coletiva de imprensa em Las Vegas (EUA) e arremessaram garrafas e latas um no outro. No entanto, um dos seguranças do local teria sido atingido por um dos objetos e desde então move uma ação contra o irlandês em um caso que se arrasta por quase dois anos na Justiça. Agora, de acordo com o site 'TMZ Sports', o lutador perdeu a paciência e insultou seu acusador.

William Pegg trabalhava como segurança do evento e alegou ter sido atingido em seu ombro esquerdo - por isso processou Conor por danos médicos e morais. Ainda de acordo com informações da reportagem do site, o irlandês teria acusado o segurança de falhar em sua função.

"Se tivesse cumprido suas obrigações não apenas como segurança de plantão durante a coletiva de imprensa, mas, além disso, como pessoa encarregada da segurança e tivesse protegido , seus amigos e familiares, todo este incidente teria sido evitado", diz o processo, de acordo com a reportagem do site.

Por conta do episódio, o irlandês precisou pagar na época 25 mil dólares (cerca de R$ 92 mil) em multas para a Comissão Atlética de Nevada. O caso deve voltar ao tribunal no final deste ano.

MMA