PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brasileiro promete "arrebentar a cara" de Cristiano Marcello no Brave CF

Fábio Oberlaender, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

25/07/2018 10h00

Embalado pela segunda vitória no Brave Combat Federation, o lutador brasileiro Erick 'Índio Brabo' da Silva desafiou o compatriota Cristiano Marcello para um combate na maior liga de MMA do Oriente Médio. Em junho, o manauara derrotou Erik Carlsson no evento de número 13 da organização, que foi realizado pela primeira vez no continente europeu, e pretende acumular mais um triunfo ? agora diante de um desafeto.

Em entrevista exclusiva à Ag. Fight, o peso-leve (70 kg) revelou uma antiga rixa com Cristiano Marcello, e por isso mesmo demonstrou empolgação com a chegada do curitibano à organização de MMA da qual faz parte. 'Índio Brabo' fez jus ao apelido com as declarações sobre o rival.

"Fiquei muito animado com a contratação do Cristiano Marcello e espero ter a oportunidade de arrebentar a cara dele. Somos atletas do mesmo evento e da mesma categoria, eu não gosto dele e ele não gosta de mim. Então se temos algo para resolver que seja dentro do cage", desafiou.

O lutador, que tem duas vitórias e uma derrota no Brave, é companheiro do meio-médio do UFC Darren Till no Team Kaobon, equipe sediada em Liverpool, na Inglaterra. A parceria não é recente: vem desde os tempos em que o britânico treinava e morava em Santa Catarina.

"Sou muito grato ao Darren Till, a tudo que ele faz por mim e ao quanto ele se empenha por mim. Iniciamos uma amizade muito legal no tempo que ele morou no Brasil, treinamos na Astra Fight Team e agora vim para cá treinar na Team Kaobon. Para mim, é muito gratificante ter este retorno dele, a amizade dele e o feedback na Team Kaobon e na Astra Fight Team. Todos os meus treinadores das duas equipes são assim comigo e o Darren está incluso nisso. O cara é meu irmãozão, nossa amizade vai muito além do que se passa no tatame. Ele é demais", falou.

Índio Brabo tem 22 vitórias e cinco derrotas como lutador profissional. Sua segunda luta no Brave, em dezembro do ano passado, contra Abdul-Kareem Al-Selwady, interrompeu uma sequência de nove combates sem derrota. No confronto mais recente, entretanto, Erick voltou à coluna das vitórias ao ganhar de Carlsson por decisão unânime.

Esporte