PUBLICIDADE
Topo

Esporte

UFC deixa Colby Covington de lado e escala promessa inglesa para disputar cinturão

Ag. Fight

24/07/2018 21h53

Mais uma dança das cadeiras tomou conta do noticiário do mundo do MMA nesta terça-feira (25). Depois de semanas de discussão a negociações, Tyron Woodley, campeão dos meio-médios (77 kg) do UFC, foi confirmado pela organização do show para defender seu posto no dia 8 de setembro, em Dallas (EUA), contra o invicto inglês Darren Till. A notícia, porém, deixou um atleta em especial desapontado.

Campeão interino da divisão (posto conquistado em junho diante de Rafael dos Anjos), Colby Covington era o adversário natural para um disputa de unificação de títulos. No entanto, o americano perdeu a chance nos bastidores - rumores indicam que ele teria se recusado a competir em setembro - e talvez corra o risco de ficar sem seu cinturão.

Till, por sua vez, acumula cartel irretocável após 18 apresentações como profissional. Ao todo, foram 17 vitórias e um empate o que, somado à sua última aparição, quando bateu Stephen Thompson por pontos, lhe garantiu o status de próximo desafiante.

Desta forma, Woodley e Till fazem a luta principal do card do UFC 228, em noite com duas disputas de título em jogo. Além dos meio-médios, Nicco Montano, campeã dos pesos-moscas (57 kg), defende seu cinturão contra Valentina Shevchenko.

Esporte