PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Lutadores de MMA presos são acusados de sequestro e assassinato em 2011

Ag. Fight

28/04/2018 06h00

Ao que parece, o caso de Alex Vila, que foi preso no último dia 17 de abril acusado de homicídio em segundo grau, porte de arma e conspiração, está sendo, aos poucos, solucionado. E, supostamente, mais um ex-lutador de MMA esteve envolvido no crime. Alex Gandulla, que até o momento ainda não foi detido, também é acusado de participação na barbaridade.

De acordo com depoimentos obtidos pelo site 'MMA Fighting' junto á promotoria de Miami, os atletas estiveram envolvidos no sequestro e assassinato de um homem que teve um caso com a mulher de um amigo do cubano, em 2011. Roberto Isaac, também acusado de envolvimento no crime, foi detido pela polícia no último dia 11 de abril.

Segundo informações publicadas pelo portal americano, Gandulla e Isaac sequestraram Camilo Salazar a mando de Vila e Manuel Marin - amigo do cubano. Através da recuperação de dados dos celulares e do veículo utilizado pelos criminosos, a polícia acredita que Marin se encontrou com Gandulla e Isaac em local bem próximo onde Salazar foi morto. Os registros telefônicos também mostram que os quatro estiveram em contato durante todo o dia em que o crime foi realizado.

Apesar de não estar presente no momento do sequestro e do assassinato - Vila estava em Las Vegas e não na Flórida no dia em questão -, a polícia acredita que o cubano é o responsável pela conexão entre Isaac, Gandulla e Marin. As impressões digitais de Gandulla foram encontradas no carro de Salazar, de acordo com os depoimentos.

Logo após o crime, Marin deixou o país rumo a Europa e nunca mais retornou, deixando sua esposa e dois filhos. A polícia trabalha a hipótese de que Marin saiu dos EUA com medo de sofrer acusações. A sua relação com Vila, supostamente, é de longa data. Os dois já eram amigos em Cuba em 1993. No entanto, Vila e Gandulla afirmaram a polícia não conhecer Marin.

Atualmente, Vila está sob custódia provisória pelo departamento de Imigração e Alfândega, o que pode abrir a possibilidade de extradição do lutador caso ele seja condenado. Por sua vez, Isaac está detido em um centro de detenção em Miami.

MMA