PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Brian Ortega narra pressão extra por carregar invencibilidade no MMA

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

28/04/2018 08h00

Ser um lutador invicto no Ultimate não é uma tarefa fácil. E Brian Ortega sabe muito bem disso. Escalado para fazer a maior luta da carreira contra Max Holloway no UFC 226, evento que será realizado no dia 7 de julho, em duelo que valerá o cinturão peso-pena (66 kg), 'T-City' é, sem dúvidas, a maior revelação da categoria nos últimos tempos. E, sem nunca ter perdido um combate antes, o americano carrega uma pressão extra sobre seus ombros. Responsabilidade essa que poderia ser deixada de lado caso ele simplesmente sofresse uma derrota.

Durante uma conversa com jornalistas na última quinta-feira (26), Ortega apontou que a sua invencibilidade coloca um peso maior em cima dele. Mas, por outro lado, T-City ponderou que já sofreu com tantas outras perdas em sua vida que uma simples derrota em um combate não seria o 'fim do mundo'.

"As vezes eu sinto que a pressão iria embora se eu simplesmente perdesse e os fãs parassem de falar sobre isso e os memes acabassem. Eu passei por essa fase e sei o que é isso. Mas, ao mesmo tempo, perdi tantas outras coisas na minha vida que sinto que não ligo para derrotas. E acho que é por isso que eu sigo vencendo, porque eu não ligo para isso. Não importa o momento você me vê lutando porque eu amo isso. Eu perdi muitos amigos e muitas coisas na vida que, para mim, são muito piores que um cartel", afirmou.

Após estrear no UFC em duelo que acabou sem resultado depois que ele falhou no exame antidoping, Ortega subiu mais seis vezes no cage e venceu todos os seus combates sem precisar das papeletas dos jurados - em cima de nomes como Cub Swanson e Frankie Edgar.

Esporte