PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Cheesecake tirou Ortega de luta pelo título dos leves; entenda

Brian Ortega ficou sem lutar por causa de cheesecakes - Diego Ribas/Ag. Fight
Brian Ortega ficou sem lutar por causa de cheesecakes Imagem: Diego Ribas/Ag. Fight

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

27/04/2018 06h00

A confusão criada por Conor McGregor no UFC 223 foi tão grande que até escondeu os bastidores da tentativa desesperada do Ultimate de arranjar um adversário para Khabib Nurmagomedov. Durante conversa com jornalistas na cidade de Las Vegas (EUA), Brian Ortega contou na última quinta-feira (26) que estava na reserva de Max Holloway para assumir uma vaga no main event, mas acabou impedido de lutar por causa de... Cheesecakes.

Faltando seis dias para o evento, em pleno 1º de abril, Tony Ferguson lesionou gravemente o joelho tropeçando dentro de um estúdio. De repente, surgiu a oportunidade para 'T-City', que ficou de sobreaviso para o confronto contra Nurmagomedov. Ortega, então, controlou o apetite ao longo de toda a semana, até a quinta-feira à noite, quando achou que nada mais de inesperado pudesse acontecer com Holloway e resolveu comer alguns pedaços de cheesecake.

"Eu tinha seis dias. E eu não estava nem treinando. Max queria, eu queria. Como ele era o campeão, Dana White me disse que ele tinha prioridade, claro, e que ele estava esperando apenas que Max retornasse a ligação. E ele aceitou a luta. Acabou que a comissão o impediu, por achar que ele não estava em condições de lutar, e eu estava em Nova York justamente esperando por essa situação. Eu não estava comendo de propósito. Mas aí, chegou a noite de quinta e pensei: 'Ah, cara, ele vai bater o peso amanhã'. Fui no Junior's, comi alguns cheesecakes, descontei minhas frustrações na comida, e quando chegou o outro dia de manhã, quando eu soube que ele não ia bater o peso, eu fiquei tipo 'Nããããão!' Me ligaram, mas eu tinha uma hora e meia pra bater o peso, e eu estava umas 15 libras acima", lembrou.

Ortega comentou também que não tinha receio de perder o combate para Khabib, uma vez que a chance pelo título dos penas ? privilégio conquistado na vitória sobre Frankie Edgar ? lhe foi garantida pelo UFC independente do que acontecesse no duelo contra o russo. "Eu não estava preocupado, porque eu teria a luta de qualquer forma. Era só uma questão de saber quanto tempo eu teria até lá. E se eu me tornasse o campeão dos leves, eu teria o title shot nos penas garantido, era só uma questão de saber contra quem. Então, eu não estava preocupado", explicou.

Brian, de 27 anos, está invicto em 14 lutas ? sete delas no UFC, onde nunca levou uma luta para a decisão dos juízes.

MMA