PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Rafael dos Anjos explica motivo para não esperar por luta com Tyron Woodley

Rafael dos Anjos desafiou Tyron Woodley em TV americana - Reprodução
Rafael dos Anjos desafiou Tyron Woodley em TV americana Imagem: Reprodução

Ag. Fight

20/04/2018 11h54

Depois de vencer Robbie Lawler por decisão unânime dos juízes laterais, em dezembro passado, Rafael dos Anjos foi apontado como o próximo desafiante de Tyron Woodley pelo cinturão da categoria peso meio-médio (77 kg). No entanto, o atual campeão se submeteu a uma cirurgia no ombro e não apontou quando retornaria ao octógono. E foi justamente essa falta de definição do americano que fez 'RDA' aceitar o duelo com Colby Covington no UFC 225 - evento marcado para o dia 9 de junho, em Chicago (EUA).

Apesar de se colocar à disposição do UFC para enfrentar o mais rápido possível os grandes nomes da organização - como Georges St-Pierre, Nate Diaz e, até mesmo, Conor McGregor -, Woodley garantiu que não lutaria com o brasileiro antes do próximo mês de novembro. Em entrevista ao programa 'MMA Hour', Dos Anjos assegurou que não poderia ficar praticamente um ano sem lutar, já que só é pago pela maior organização de MMA do mundo quando sobe ao octógono.

"É o seguinte: estava pronto para lutar com Woodley. Depois que eu bati o Lawler, eu pensei que o Woodley seria o próximo. Depois que ele lutou com o Demian Maia, ele sabia que tinha machucado o ombro. Ele deveria ter feito a cirurgia na hora. Ele levou seis meses para fazer a cirurgia", narrou o atual número dois do ranking oficial.

"E, então, quis lutar com o Bisping, depois quis lutar com o Diaz, depois o GSP, depois Conor. Nenhuma dessas lutas aconteceu e ele sabia que o próximo da fila seria eu. Me disseram que ele estaria pronto para lutar em novembro ou dezembro, mas respondi que não. Não poderia esperar esse tempo todo. Falei para o Sean Shelby que não esperaria. Minha última luta foi em dezembro de 2017, não posso esperar até dezembro de 2018. É um ano, tenho uma família, tenho coisas para fazer".

Na análise de Dos Anjos, o motivo dessa falta de interesse de Woodley se dá pela vontade de enfrentar algum nome relevante do MMA e fazer uma superluta. O brasileiro revelou que o atual campeão se colocou a disposição para lutar com 'GSP' em junho, mas quando os dirigentes do Ultimate o colocaram como seu próximo adversário, o discurso do americano mudou.

"Para ser honesto, eu não sei. Não acho que isso tudo foi para não lutar comigo. Ele quer lutar com outra pessoa. Ele quer lutar com um grande nome. É isso que parece, porque ele disse: 'Tudo bem, vou estar pronto para lutar em junho com GSP'. Aí falaram que não, que seria comigo e ele respondeu: 'Não, não. Com o RDA apenas em novembro'. É isso. Não posso esperar. Eu tenho uma vida, tenho contas, como todo mundo. Não posso esperar por esse único cara", explicou RDA.

"Ele se machucou com o Maia. Ele deveria fazer a cirurgia no dia seguinte. Como lutador, eu não quero perder seis meses. Mesmo lesionado, ele ainda queria lutar com Nate Diaz. Não entendo. Se você vai fazer uma cirurgia, você não se prontifica para lutar com alguém. Ele quer apenas uma luta grande, um nome grande", concluiu.

MMA