PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Sara McMann revela que pensou em "atear fogo" em seu treinador durante camp

Ag. Fight

23/02/2018 07h00

Prestes a subir no octógono no próximo sábado (24) para enfrentar Marion Reneau no UFC On FOX 28, Sara McMann parece estar mais do que preparada para o combate. Isso porque, durante o seu treinamento comandado pelo ex-lutador Urijah Faber na famosa equipe Team Alpha Male, a americana simplesmente passou por um camp tão intenso que chegou a sentir até 'raiva' do técnico. Mas, agora, a atleta sabe que o todo o seu esforço pode ser compensado - e graças, também, ao 'California Kid'.

Derrotada por Ketlen Vieira em sua última apresentação, quando interrompeu a sequência de três vitórias no octógono, a americana, vice-campeã olímpica de luta greco-romana, precisou se dedicar ao máximo nos treinos para ter certeza de que poderia voltar a dar seu máximo nos cages.

"Enquanto você está eu um treinamento você tem que continuar puxando mais e mais intensamente e parece que não vai acabar. Eu estava até brincando: 'O Urijah Faber é um mercador de escravos'. Ele estava o tempo inteiro: 'Mais uma vez, mais forte, mais rápido' Se eu não enxergar além enquanto o treinamento está acontecendo e não pensar em atear fogo no meu treinador, então não é o camp certo. Esse é o trabalho dele. O trabalho dele é buscar todo o talento e trabalho duro e vontade que tenho dentro de mim e puxar isso ao máximo. Ele fez isso, ele fez um grande trabalho", narrou em conversa com site 'MMA Junkie'.

Aos 37 anos, Sara acumula um cartel de 11 vitórias e quatro derrotas como profissional de MMA. No auge de sua carreira, ela, ainda invicta, disputou o cinturão dos pesos-galo (61 kg) contra Ronda Rousey, mas acabou nocauteada ainda no primeiro round.

 

Esporte