PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

McGregor afasta possível aposentadoria e revela que tentou lutar no UFC 222

Conor McGregor se aquece antes da luta contra Floyd Mayweather - Sean M. Haffey/Getty Images/AFP
Conor McGregor se aquece antes da luta contra Floyd Mayweather Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images/AFP

Ag. Fight

22/02/2018 17h31

O futuro de Conor McGregor segue sendo uma enorme incógnita, mas nesta quinta-feira (22) o irlandês veio a público para acalmar os seus fãs e garantir que ainda tem lenha para queimar no mundo das Artes Marciais Mistas. Em um comunicado em sua conta no Instagram, o campeão dos leves (70 kg) revelou que se colocou à disposição do Ultimate para lutar recentemente. Além disso, deixou claro que voltará a pisar no octógono, apesar da desconfiança de alguns atletas e do próprio Dana White, presidente do torneio.

McGregor afirmou que sugeriu ao Ultimate que ele fosse o substituto de Max Holloway para o evento de número 222, que acontecerá no dia 3 de março. A cúpula do evento, no entanto, teria preferido negar essa possibilidade por ter pouco tempo hábil para promover uma apresentação onde o seu principal atleta esteja envolvido.

"Eu vou lutar de novo. Ponto final. Sou o melhor nisso. Eu ofereci meu nome para enfrentar Frankie Edgar no UFC 222 quando Max Holloway se machucou, mas me disseram que não tinha tempo suficiente para gerar o dinheiro que o UFC precisaria. Eu estava animado em pular e aceitar essa luta e encarar o último peso-pena, sem o resto das coisas que vêm com esse jogo. Por favor, respeite o imenso trabalho fora do octógono que eu desempenhei. Estou no topo das lutas. Estou aqui. Agora é com eles sobre vir e me pegar. Porque estou aqui. Com os meus cumprimentos, o campeão dos campeões", escreveu o irlandês.

Conor McGregor não luta pelo UFC desde novembro de 2016, quando nocauteou Eddie Alvarez e tomou o cinturão dos leves. Depois disso, o irlandês fez uma experiência no boxe e foi derrotado por Floyd Mayweather em agosto do ano passado.

MMA