PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Jon Jones? Cormier aponta luta contra Miocic como a "maior da vida"

Daniel Cormier comemora após vencer Volkan Oezdemir no UFC 220 - Mike Lawrie/Getty Images/AFP
Daniel Cormier comemora após vencer Volkan Oezdemir no UFC 220 Imagem: Mike Lawrie/Getty Images/AFP

Ag. Fight

22/02/2018 14h45

Campeão meio-pesado (93 kg) do UFC, Daniel Cormier terá pela frente um dos maiores desafios da carreira. No próximo dia 7 de julho, o atleta subirá no octógono do UFC 226 para enfrentar Stipe Miocic em uma superluta valendo o cinturão dos pesos-pesados. E, mesmo com toda a sua experiência como lutador, 'DC' garantiu que essa será a maior apresentação que já fez até o momento.

Contratado pelo UFC em 2013, Cormier foi campeão do GP dos pesos-pesados do Strikeforce antes de mudar de companhia e já defendeu o seu cinturão do UFC em três oportunidades. Em sua carreira, inclusive, chamam a atenção os dois duelos travados contra Jon Jones, único homem a vencê-lo no octógono. Mas, na avaliação de DC, o duelo contra Miocic será o mais importante de sua carreira.

"Essa é a maior luta da minha vida. Essa é a maior luta que já fiz parte. Tive grande participação em algumas das maiores lutas do UFC. Eu estava no UFC 182, tive grande participação no UFC 200 quando era para ter me apresentado no evento principal, tive importância no UFC 214 e agora esse próximo. Estive envolvido em alguns dos maiores momentos na curta história desse esporte e estou muito feliz e honrado de ser colocado nessas situações", afirmou durante entrevista ao site 'FloCombat', antes de apontar o legado que uma vitória sobre o campeão peso-pesado pode representar.

"Essas oportunidades não aparecem assim. Essas são muito raras. A chance de fazer algo histórico. A habilidade de conquistar algo que, quando eu me aposentar, deixarei como legado. Eu deixarei isso. Meus filhos poderão sempre olhar para o dia 7 de julho de 2018 e pensar, 'Essa foi a noite em que meu pai fez história'. Essas oportunidades são muito grandes para se deixar passar", declarou.

No último dia 20 de janeiro, Cormier encarou Volkan Oezdemir no UFC 220 e, com boa atuação, saiu com a vitória por nocaute no segundo round do combate. Aos 38 anos de idade, DC coleciona na carreira um cartel com 20 triunfos, uma derrota e uma luta sem resultado.

MMA