PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Lutador do UFC revela dano permanente após queda de elevador; entenda

CB Dollaway derruba Michael Bisping em luta no UFC 186 - Graham Hughes/The Canadian Press/AP
CB Dollaway derruba Michael Bisping em luta no UFC 186 Imagem: Graham Hughes/The Canadian Press/AP

Ag. Fight

21/02/2018 17h54

Em setembro de 2016, um elevador recheado de lutadores do UFC despencou por dois andares e garantiu um susto extra a todos os presentes que se preparavam para o card de número 203 do show. Após o ocorrido, o americano CB Dollaway cancelou sua participação no evento e, cerca de um ano e meio depois, garante que ainda sofre com os danos da lesão.

De acordo com o atleta, que levou quase um ano para retornar aos cages, os médicos lhe informaram que suas costas nunca mais serão as mesmas e, devido ao longo processo de recuperação, ele precisou reavaliar sua carreira. Se em 2016 ele se preparava para estrear como meio-pesado (93 kg), ele agora retorna aos médios (84 kg).

"O dano é permanente. Não tem o que fazer. Eu poderia tentar uma cirurgia ou algo, mas os médicos estão tipo: 'Eu não recomendaria. Eles não sabem o que acontecerá'. Depende se eu colocar o peso de volta. Acho que vou. Vai levar um tempo. Colocar 8 kg de músculo, é difícil, especialmente com o alto nível de cardio que eu faço", narrou em conversa com o site 'MMA Fighting'.

Dessa forma, CB Dollaway encara Hector Lombard neste sábado para voltar a anotar dois triunfos seguidos no MMA após quase quatro anos. No entanto, sua preocupação dessa vez parece muito mais ligada à sua saúde. De acordo com o atleta, que garantiu não poder dar detalhes do processo judicial que move contra o hotel em que o acidente com o elevador ocorreu, sua meta é deixar o esporte de forma saudável.

"Apenas quero ter certeza de que estou saudável. No fim das contas, não vou deixar esse esporte com milhões e milhões de dólares. Então, tenho que ter certeza que meu corpo estará bom quando eu deixar o esporte", finalizou.

MMA