PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lutador do UFC revela benefícios financeiros de trabalho como 'ring boy'

Ag. Fight

20/02/2018 11h05

Há algumas semanas, Elias Theodorou experimentou uma nova função dentro do cage. Acostumado a ser um dos protagonistas, o lutador do UFC resolveu se arriscar em uma nova atribuição, dessa vez anunciando o início de cada round - como fazem as famosas 'ring girls'. Depois de ter realizado a sua estreia como 'ring boy', o canadense já planeja atuar em grandes eventos. Por ser o primeiro homem a desempenhar esse papel, o atleta recebeu o apoio dos seus patrocinadores.

Em entrevista ao programa 'MMA Hour', o canadense explicou que teve uma reunião com a presidente do Invicta FC para levar os seus patrocinadores na roupa de ring boy. Com a autorização da dirigente, as grandes marcas que Theodorou representa ficaram satisfeitas por estarem vinculadas a questão de igualdade entre gêneros, o que lhe favorecerá financeiramente.

"Conversei com Shannon e vou poder colocar todos os meus patrocinadores no short e também os patrocinadores locais que eu tenho. Serei o ring boy e depois vou lutar em alguns meses. O mais importante é que tenho grandes marcas que vão entrar. Sou embaixador de algumas empresas e trabalho promovendo alguns nomes. Essas marcas amam a ideia de igualdade e o fato de eu estar aberto de me colocar nessa posição. Se tudo der certo, farei uma parceria com uma Barbie para ser ring boy", revelou o lutador.

"O MMA tem sido um dos pioneiros na igualdade em diferentes sentidos. Você pode ver mulheres sendo as maiores vendedoras de pay-per-view e gerando milhões de dólares. E agora eu mesmo como o primeiro ring boy. Amo o MMA".

A estreia do lutador como ring boy em um grande evento acontecerá no Invicta 28, marcado para o dia 24 de março. A última atuação de Theodorou no octógono foi em novembro passado, quando venceu por decisão unânime dos juízes laterais. No UFC, o canadense acumula seis vitórias e duas derrotas.

Esporte