PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Carlos Ferreira volta com vitória após doping e salva Brasil no UFC Austin

Carlos Ferreira vence no UFC Austin - Reprodução
Carlos Ferreira vence no UFC Austin Imagem: Reprodução

Ag. Fight

19/02/2018 01h09

Realizado neste domingo (18) na cidade de Austin (EUA), o card do UFC Fight Night 126 contou com três brasileiros em ação no octógono. E apesar do retrospecto negativo de duas derrotas e apenas uma vitória, o triunfo conquistado por Carlos Diego Ferreira mereceu destaque.

Sem competir desde janeiro de 2016, quando venceu Olivier Aubin-Mercier, o brasileiro amargou dois anos de suspensão por um flagra em exame antidoping e encontrou no rival Jared Gordon a sua chance de redenção. E ela não demorou a aparecer.

Apesar de aplicar dois golpes baixos ainda no início da disputa, Carlos mostrou desenvoltura em pé e encurtou a distância nas horas certas, quando aproveitava para conectar cruzados de saída. Em um desses momentos, um knockdown selou o destino do confronto.

Por cima no chão, o faixa-preta de jiu-jitsu dominou um dos braços do americano em suas costas e bateu em seu rosto até que o juiz interrompesse a disputa e decretasse a 13ª vitória do brasileiro - a quarta no UFC, em cartel que conta com duas derrotas.

Pouca empolgação

Estrela da primeira edição do TUF Brasil, Francisco "Massaranduba" Trinaldo sofreu com a diferença de altura e envergadura a favor de James Vick. Brigando diretamente pela chance de ingressar no top 10 da divisão dos leves (70 kg), os atletas travaram três rounds muito disputados que carimbaram nova derrota no cartel do brasileiro.

Sempre caminhando para frente, Massaranduba recebeu inúmeros chutes e jabs nos dois primeiros assaltos e teve raros momentos de proximidade com o rival. Nessas ocasiões, ele derrubou e chegou a tentar finalizações, mas nada que lhe garantisse vantagem nas etapas.

No round final, ciente da superioridade nas papeletas dos jurados, Vick caminhou para trás por cinco minutos e atacou apenas como forma de manter seu adversário, que sempre caminhava para frente, mais distante. Quarta vitória seguida do americano.

Estreia de gala

Segundo brasileiro em ação na noite, Thiago 'Pitbull' Alves não se encontrou diante de Curtis Millender, que estreava no evento. Maior e dono de envergadura única para a divisão dos meio-médios (77 kg), o americano sobrou em pé e não demorou para nocautear o experiente rival,

Com joelhadas voadoras, precisos jabs, chutas altos e cruzados de encontro, Curtis balançou Pitbull três vezes no primeiro assalto e só não liquidou a fatura porque parou para comemorar após novo knockdown. Na etapa seguinte, o brasileiro, bastante avariado, acabou nocauteado com uma precisa joelhada que obrigou o árbitro a parar o confronto. Vale ficar de olho em Curtis Millender!

Vitória contestada

Dona da casa, ídolo local e grande promessa do UFC, Sage Northcutt entrou como favorito para o duelo contra o francês Thibault Gouti. No entanto, com as conhecidas falhas de aproximação, o atleta de 21 anos sofreu com a mão pesada do rival e levou para casa uma vitória contestada.

No primeiro assalto, porém, Sage mostrou evolução no wrestling e impôs vantagem no solo para garantir a vitória parcial - mas não sem antes sofrer fortes golpes e quase levar knockdowns em duas oportunidades. Na sequência, foi a vez do francês impor o ritmo e garantir fácil triunfo no segundo assalto.

Na última etapa, um round equilibrado levantou a possibilidade de vitória de Thibault Gouti, que conectou mais golpes e dominou o centro do cage. No entanto, talvez empurrados pela torcida, os árbitros não tiveram dúvidas para apontar a vitória do americano, diante das reclamações do rival.

Acompanhe os resultados do UFC Austin:

Donald Cerrone nocauteou Yancy Medeiros no 1º round;
Derrick Lewis nocauteou Marcin Tybura no 3º round;
James Vick venceu Francisco 'Massaranduba' Trinaldo por decisão unânime;
Curtis Millender nocauteou Thiago 'Pitbull' Alves no 2º round;
Brandon Davis venceu Steven Peterson por decisão unânime;
Sage Northcutt venceu Thibault Gouti por decisão unânime;
Carlos Diego Ferreira nocauteou Jared Gordon no 1º round;
Geoff Neal finalizou Brian Camozzi no 1º round;
Roberto Sanchez finalizou Joby Sanchez no 1º round;
Lucie Pudilová venceu Sarah Moras por decisão unânime;
Alex Morono finalizou Josh Burkman no 1º round;
Oskar Piechota nocauteou Tim Williams no 1º round.

MMA