PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Thiago 'Pitbull' revela que recebeu apenas metade da bolsa após corte do rival em janeiro

Ag. Fight

17/02/2018 06h00

Em janeiro deste ano, Thiago 'Pitbull' Alves viu seu oponente Zak Cummings ser retirado do card ás vésperas do combate após bater a cabeça enquanto cortava peso para a luta. Desta forma, o cancelamento da disputa terminou por afetar o atleta brasileiro financeiramente.

Em conversa com o site 'MMA Junkie', Thiago revelou que a nova política do UFC, instaurada no início deste ano, não permite mais que os lutadores que tiveram suas lutas canceladas, mesmo tendo batido o peso e estarem aptos para competir, recebam sua bolsa ('show money') de forma integral.

"Não foi a situação ideal que eu esperava. Normalmente, quando acontece assim tão perto , eles dão o 'show money', mas não foi meu caso. Parece que mudaram a política da empresa em 2018. Infelizmente eu fui o primeiro do ano e me pagaram metade. Mas tudo bem, ajudou a pagar os custos do camp", narrou o veterano de 34 anos.

Sem lutar desde abril de 2017, quando venceu Patrick Cote por pontos, Thiago também sofreu com a demora em retornar ao octógono. Com dificuldades em manter ritmo de combate nas últimas temporadas, o brasileiro, no entanto, minimizou o ocorrido em janeiro e desejou melhoras para Cummings.

"Ele me mandou mensagem quando aconteceu, mas não vi té duas semanas depois porque não uso muito mídias sociais. Respeito ele bastante. Ninguém quer passar por isso, ele é muito respeitador, espero que esteja bem", garantiu.

Neste domingo, Thiago encara o americano Curtis Millender, que estreia no UFC.

Esporte