PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Bogotá fecha estádios de futebol ao público após briga de torcidas

04/08/2021 20h18

Bogotá, 4 Ago 2021 (AFP) - A prefeitura de Bogotá suspendeu a entrada de torcedores aos estádios de futebol após incidentes nas arquibancadas entre torcedores que também invadiram o gramado do estádio El Campín, durante o primeiro jogo com público em um ano e meio de pandemia.

Ao menos três pessoas ficaram feridas nos enfrentamentos registrados na noite de terça-feira entre torcedores do Atlético Nacional de Medellín e do Santa Fe, segundo a prefeita da capital, Claudia López.

A partir disso, López anunciou no Twitter a ordem de "suspender por prazo indeterminado a entrada de público" nos estádios El Campín e Techo, na capital colombiana, e qualificou como "inaceitável" o comportamento de alguns torcedores violentos.

Em vídeos divulgados por autoridades, veem-se os torcedores invadindo o gramado durante o intervalo da partida, enquanto outros se enfrentavam aos socos nas arquibancadas, com a polícia perto.

Alguns torcedores arrancaram as cadeiras para agredir seus adversários.

Edison Romario, de 26 anos, "foi agredido violentamente por torcedores do Nacional. Sofreu trauma crânio-encefálico moderado e fratura no nariz. Felizmente encontra-se fora de perigo", informou o secretário de governo, Luis Ernesto Gómez.

A torcida do time de Medellín foi vetada dos estádios da capital por um ano e as demais equipes visitantes não poderão entrar até o fim do ano, anunciou López.

Três pessoas foram detidas, segundo o balanço da prefeitura.

"Repudiamos os atos de violência e intolerância ocorridos no estádio El Campín de Bogotá", afirmou nesta quarta-feira, pelo Twitter, o presidente da Colômbia, Iván Duque.

A partida, válida pela terceira rodada do torneio Clausura-2021 do futebol colombiano, foi paralisada por mais de uma hora por causa da confusão.

No entanto, o árbitro do jogo, Carlos Betancur, decidiu retomá-la depois que a polícia assumiu o controle do gramado e o público voltou às arquibancadas.

As equipes saíram para o intervalo com o placar em 0-0. O visitante Atlético Nacional acabou vencendo por um gol no segundo tempo do volante Baldomero Perlaza.

As principais cidades da Colômbia autorizaram a volta do público a eventos esportivos e culturais, em um momento em que o pico mais letal da pandemia arrefece.

Com 50 milhões de habitantes, a Colômbia, com 121.500 mortos, é o terceiro país da América Latina com mais óbitos pela covid-19 proporcionalmente à sua população (2.360 mortos por milhão de habitantes), depois do Peru e do Brasil.

O chefe da Dimayor, entidade que rege o futebol no país, apoiou as medidas anunciadas pela prefeita, que permitirão identificar quem cometer crimes em eventos esportivos.

"(Vamos) vetar sua entrada por toda a vida em qualquer estádio do país", anunciou.

lv/vel/ma/mvv

Twitter

Esporte