PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Os acidentes aéreos mais graves da história do futebol

22/01/2019 15h50

Paris, 22 Jan 2019 (AFP) - O jogador argentino Emiliano Sala, novo reforço do clube galês Cardiff, viajava em um avião particular que desapareceu na noite de segunda-feira sobre o Canal da Mancha, na última de uma série de tragédias aéreas na história do futebol.

A seguir, outros acidentes:

- Grande Torino -No dia 4 de maio de 1949, 18 jogadores da equipe de futebol do Torino, a melhor do mundo na época, morreram junto com outras 13 pessoas quando o avião se chocou com a Basílica de Superga, perto de Turim. Foi a primeira e talvez a tragédia mais conhecida do futebol.

- Os 'Busby Babes' -No dia 6 de fevereiro de 1958 um avião caiu no aeroporto de Munique depois de fazer uma primeira parada para reabastecer. Vinte e três pessoas morreram, entre elas oito jogadores do Manchester United - conhecidos como os "Busby Babes"- um membro da comissão técnica e dois diretores.

Entre os mortos estavam o astro da seleção inglesa Duncan Edwards, enquanto que Bobby Charlton, que mais tarde ganharia a Copa do Mundo com a Inglaterra em 1966, ficou levemente ferido. O treinador Matt Busby se recuperou de sérias lesões e conseguiu reconstruir o United, que conquistou a Copa da Europa uma década depois, em 1968.

- Club de Deportes Green Cross -No dia 3 de abril de 1961 o avião que transportava parte do Club de Deportes Green Cross do Chile caiu deixando 24 vítimas, entre elas oito jogadores e dois membros da comissão técnica.

- Alianza Lima -No dia 8 de dezembro de 1987, 43 pessoas morreram depois que o avião em que viajava o Alianza Lima após enfrentar o Deportivo Pucallpa pelo campeonato peruano caiu no oceano Pacífico. Entre as vítimas havia 16 jogadores e o treinador da equipe.

- Suriname -No dia 7 de junho de 1989, um DC-8 da Surinam Airways que chegava de Amsterdã caiu ao aterrissar na capital de Suriname, Paramaribo. O acidente provocou a morte de 174 pessoas, entre elas 15 jogadores holandeses nascidos no Suriname.

- Seleção de Zâmbia -No dia 27 de abril de 1993, o avião militar em que viajava a seleção de Zâmbia caiu no mar pouco depois de decolar do Gabão, deixando 30 vítimas, sendo que 18 jogadores do país. A equipe viajava para disputar uma partida contra Senegal pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

- Matthew Harding -No dia 22 de outubro de 1996, Matthew Harding, vice-presidente do Chelsea, morreu depois que seu helicóptero caiu em meio a condições climáticas adversas quando voltava de uma partida da Copa da Liga em que seu time havia vencido o Bolton Wanderers.

- Chapecoense -No dia 28 de novembro de 2016, o avião em que viajava a Chapecoense para disputar a partida de ida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional caiu no noroeste da Colômbia por "falhas elétricas". Só seis pessoas sobreviveram, entre elas três jogadores. Outras 71 morreram, sendo que 19 jogadores da equipe brasileira.

- Vichai Srivaddhanaprabha -No dia 27 de outubro de 2018, o bilionário tailandês e dono do clube inglês Leicester City, Vichai Srivaddhanaprabha, morreu em um acidente de helicóptero. A aeronave caiu em frente ao estádio da equipe depois de decolar do campo após uma partida.

bur-cbr/arc/aam

MANCHESTER UNITED

Esporte