PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Grande campeão de sumô Kisenosato anuncia aposentadoria

16/01/2019 11h14

Tóquio, 16 Jan 2019 (AFP) - O respeitado Kisenosato, único 'Yokozuna' (grande campeão de sumô) nascido no Japão em atividade, anunciou nesta quarta-feira a aposentadoria, um adeus que supõe um duro golpe às esperanças dos torcedores japoneses em relação a este popular esporte.

"Eu, Kisenosato, me aposento. Obrigado pelo fiel apoio durante minha carreira", declarou entre lágrimas o campeão durante uma emotiva coletiva de imprensa.

Primeiro lutador nascido no Japão desde 1998 a alcançar o grau supremo de Yokozuna, Kisenosato optou por deixar o esporte após sofrer uma sequência humilhante de três derrotas seguidas durante o torneio do Ano Novo.

A saída deste gigante de 32 anos, sagrado Yokozuna em 2017, deixará dois lutadores da Mongólia como únicos a ostentar o maior grau do esporte em atividade.

"Acredito que ele ganhou muitos admiradores ao se tornar o primeiro Yokozuna de origem japonesa em 19 anos. Lamentamos sua saída", comentou o porta-voz do governo, Yoshihide Suga, durante encontro com a imprensa.

O sumô, esporte mais querido pelos japoneses junto com o beisebol, é uma disciplina tradicional com mais de 2.000 anos de história, com raízes xintoístas.

A rigidez das tradições do sumô vem provocando críticas ao esporte, como por exemplo a crença de que mulheres são "impuras" e, por isso, não podem entrar no dojo, local circular onde são realizados os combates.

Outros escândalos mancharam a reputação do sumô nos últimos anos, alguns relacionados a abusos de drogas, apostas ilegais ou elo com o crime organizado.

Em 2017, um dos grandes campeões de sumô, Harumafuji, foi obrigado a se aposentar após agredir um adversário durante uma noite de festa regada a álcool.

bur-kap/anb/am

Esporte