PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Real Madrid encara azarão Al-Ain por título do Mundial; River busca consolo

21/12/2018 13h48

Abu Dhabi, 21 dez 2018 (AFP) - O Real Madrid vai atrás do tricampeonato consecutivo do Mundial de Clubes, neste sábado, contra Al-Ain dos Emirados Árabes, enquanto o River Plate tenta se recuperar da eliminação para o time local e assegurar o terceiro lugar contra o Kashima Antlers.

Caso vença a decisão, o time espanhol se torna o maior vencedor da história do formato atual da competição, com quatro títulos, contra três do rival Barcelona. No total, os merengues têm seis troféus mundiais e podem buscar o hepta campeonato.

Mas o perigo para o jogo é o Real tropeçar contra um adversário sem tradição e com um elenco bem menos qualificado. A perda do título desataria uma crise no Santiago Bernabéu

"Alguém poderia esperar que o River passaria, mas não se pode falar de surpresas. Isso é muito mais competitivo do que as pessoas podem imaginar. Está todo mundo focado no jogo", indicou o técnico argentino Santiago Solari.

O Real não vai poder contar com o atacante Marco Asensio, que deixou a semifinal com problemas na coxa. O jogador fez exames nesta sexta-feira, confirmando sua ausência no duelo.

Autor de três gols na vitória sobre o Kashima (3-1), Gareth Bale chegou a seis gols na história do torneio e está a um gol de empatar com o português Cristiano Ronaldo na artilharia da competição. O galês pode até se isolar na ponta se balançar as redes duas vezes.

Do outro lado, o Al-Ain já fez história ao se tornar o primeiro time dos Emirados a jogar uma final no Mundial de Clubes. A equipe se tornou a quarta fora da Europa e da América do Sul a participar da decisão, depois de Mazembe, Raja Casablanca e Kashima Antlers.

Todos eles caíram na final, mas o Al-Ain sonha em derrubar o gigante espanhol e fazer história.

- River busca consolo -Depois de conquistar a Libertadores contra o maior rival Boca Juniors, o River Plate acabou sucumbindo ao Al-Ain nos pênaltis das semifinais do Mundial de clubes (5-4, após empate em 2-2).

Os argentinos, que sonhavam em disputar a final contra o Real Madrid, viram a euforia ser atravessada por uma zebra dos Emirados. Agora, a equipe tenta uma vitória contra o Kashima Antlers para se consolar com o terceiro lugar do torneio.

"O futebol japonês evoluiu muito e tem meu respeito", indicou o técnico Marcelo Gallardo sobre o adversário deste sábado.

A queda na final é a pior atuação de um time argentino no atual formato do torneio, mas a equipe pensa também na volta ao país para celebrar o título da Libertadores com sua torcida.

Antes disso, no entanto, o Kashima deseja se despedir da competição com uma vitória. "Viemos de cair contra o Real Madrid. Foi uma decepção, mas queremos vencer o River para fechar bem o ano", indicou o técnico Go Oiwa.

-- Programação de sábado no Mundial de Clubes da Fifa, pelo horário de Brasília:

- Disputa pelo terceiro lugar

(11:30h) Kashima Antlers (JPN) x River Plate (ARG)

- Final

(14:30h) Real Madrid (ESP) x Al-Ain (EAU)

dr/gh/fa

Esporte