PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Lopetegui espera sentença após humilhação no Camp Nou

29/10/2018 13h45

Madri, 29 Out 2018 (AFP) - Lopetegui parece sentenciado: a humilhante derrota do Real Madrid no Camp Nou (5-1) aponta para uma iminente saída do técnico, enquanto o clube merengue busca um novo profissional para o cargo que, segundo a imprensa, deverá ser ocupado interinamente pelo argentino Santiago Solari, técnico da base.

Questionado após uma preocupante sucessão de resultados ruins, com cinco derrotas em sete jogos, a demissão de Lopetegui será o foco principal da reunião da diretoria do Real Madrid desta segunda-feira, após a qual o clube deverá efetivar a saída do técnico.

A dura derrota para o arquirrival Barcelona foi a gota d'água para um técnico ferido, que na manhã desta segunda-feira comandou provavelmente seu último treino.

"Goleada letal", escreveu nesta segunda-feira o diário esportivo AS, enquanto seu competidor catalão, o Mundo Esportivo, afirma que o jogo foi uma "Manita letal", termo usado na Espanha para uma goleada de cinco gols.

O trabalho de Lopetegui à frente dos merengues parece chegar ao fim muito antes de seus três anos previstos de contrato e de maneira tão abrupta quanto foi sua chegada em junho, quando deixou a seleção espanhola às vésperas da estreia na Copa do Mundo da Rússia para substituir Zinedine Zidane.

- Jogadores e presidente questionados -Mas, embora o elo mais frágil da equipe esteja a ponto de ceder, as críticas sobre o estado da equipe do Real Madrid apontam para outros culpados, como os jogadores e, principalmente, o presidente, Florentino Pérez.

"A culpa não é só de Julen", intitula o Marca, cujo diretor, Carlos Carpio, dispara em sua coluna semanal contra "um vestiário acomodado como consequência de uma prolongada época de sucessos".

Lesões, cansaço pós-Copa (Modric, Varane, Sergio Ramos)... Tudo parece ter jogado contra Lopetegui, que chegou com a missão de reconstruir o Real Madrid para a era pós-Cristiano Ronaldo, vendido à Juventus.

Mas Benzema e Bale, os atacantes que tinham que ter assumido a responsabilidade ofensiva com a saída de Ronaldo, vêm decepcionando, especialmente o galês.

O planejamento esportivo após a saída do 'homem dos 50 gols por temporada' é outra das principais críticas, essas apontadas diretamente ao presidente Pérez.

Para suprir a baixa de Ronaldo, o presidente foi buscar no Lyon a ex-joia das categorias de base do Real, o atacante Mariano Díaz, além de contratar o goleiro Thibaut Courtois para uma posição que não era prioridade. Os merengues também pagaram 45 milhões de euros por Vinícius Júnior, que sequer vem sendo aproveitado por Lopetegui.

- Buscando um substituto -Agora, um ferido Real Madrid espera para descobrir quem será o 13º técnico da 'era Florentino Pérez' (2000-2006 e desde 2009), com o italiano Antonio Conte como favorito. Nas últimas horas, porém, também surgiu com força o nome do espanhol Roberto Martínez, atual técnico da Bélgica.

Até este momento, Conte, 49 anos, com fama de durão, parece uma escolha mais segura para lidar com um vestiário repleto de figuras de forte personalidade.

Mas, segundo a imprensa esportiva espanhola, complicações de última hora frearam as negociações, no mesmo momento em que o capitão do Real Madrid, o zagueiro Sergio Ramos, alertou ao ser questionado sobre técnicos disciplinadores.

"O respeito se ganha, não se impõe, ganhamos tudo com técnicos que vocês já conhecem, às vezes a gestão do vestiário é mais importante que o conhecimento técnico", desabafou o zagueiro no domingo após a derrota para o Barcelona.

Nesta situação, tudo parece apontar para que o clube oficialize a saída de Lopetegui nesta segunda-feira e coloque Solari no cargo interinamente, à espera de um substituto definitivo.

gr/pm/am

JUVENTUS FOOTBALL CLUB

Esporte