PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Trump recebe Infantino e dá cartão vermelho à imprensa

28/08/2018 20h09

Washington, 28 Ago 2018 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou nesta terça-feira (28) a conquista da sede da Copa do Mundo de 2026 para seu país, em conjunto com Canadá e México, e aproveitou o encontro com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, para dar um cartão vermelho à imprensa.

"Estou muito satisfeito de que tenhamos conseguido este importante evento, talvez o maior do mundo", disse Trump do Salão Oval, lembrando a paixão de seu filho Barron, de 12 anos, pelo futebol.

"Em 2026, não estarei aqui. Talvez estendam o mandato. Se não o fizerem, a mídia vai se chatear. Vai ficar sem trabalho", brincou, em meio a risos.

Depois de destacar o desejo da Fifa de trabalhar com os Estados Unidos, o Canadá e o México para organizar um Mundial "fantástico", Infantino ofereceu ao ocupante da Casa Branca duas camisas com seu nome e os números 26 (em alusão a 2026) e 45 (Trump é o 45º Presidente dos Estados Unidos).

O presidente da Fifa também ofereceu um cartão amarelo e um vermelho, explicando seu significado. Sorridente, Trump depois mostrou o cartão vermelho na direção do pequeno grupo de jornalistas presentes no Salão Oval.

O trio Estados Unidos-Canadá-México foi escolhido em meados de junho para organizar a Copa do Mundo de 2026, a primeira da história a contar com 48 equipes.

Esporte