PUBLICIDADE
Topo

Esporte

TAS confirma suspensão de 10 anos de Valcke, ex-número 2 da FIFA

27/07/2018 08h14

Paris, 27 Jul 2018 (AFP) - O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) rejeitou o recurso de Jérôme Valcke, ex-número 2 da FIFA, e confirmou sua suspensão de dez anos imposta pela Justiça interna da instituição por corrupção - anunciou o TAS nesta sexta-feira (27).

Indiciado por um caso de venda de ingressos durante o Mundial 2014 e acusado de ter usado viagens em aviões privados pagos pela FIFA para fins pessoais, o antigo diretor de Marketing e secretário-geral da organização foi condenado a 12 anos de suspensão de qualquer atividade ligada ao futebol em 16 de fevereiro de 2016 pela comissão de ética da FIFA em primeira instância.

Após um primeiro recurso, essa pena foi posteriormente reduzida para 10 anos e acabou sendo confirmada pelo tribunal.

O TAS concluiu que "as infrações cometidas por Jérôme Valcke foram acumulativamente graves e que, em consequência, as sanções foram plenamente proporcionais".

Além disso, Valcke, junto com Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain e presidente da beIN Media, é alvo de um ação penal da Justiça suíça por "corrupção privada". O caso está ligado à concessão dos direitos de transmissão pela televisão de várias Copas do Mundo de futebol.

Esporte