PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Neymar e Tite fora da lista de candidatos ao prêmio "The Best Fifa"

24/07/2018 12h04

Rio de Janeiro, 24 Jul 2018 (AFP) - Depois de uma Copa do Mundo questionada por simulações e pela eliminação precoce do Brasil, Neymar foi preterido na lista de 10 jogadores indicados pela Fifa ao prêmio "The Best Fifa", que premia o melhor jogador da temporada.

O craque brasileiro teve temporada marcada por lesão e foi superado pelo português Cristiano Ronaldo, defensor do título, o argentino Lionel Messi, os belgas Kevin De Bryune e Eden Hazard, os franceses Antoine Griezmann, Kylian Mbappé e Raphael Varane, o inglês Harry Kane, o croata Luca Modric e o egípcio Mohammed Salah.

A premiação vai ser entregue no dia 24 de setembro, em Londres, e vai contar com os votos de capitães de seleções, técnicos de seleções, jornalistas e do público. Cada uma das partes será responsável por 25% da pontuação final.

Neymar era a grande esperança do hexacampeonato mundial do Brasil na Rússia, mas saiu da competição manchado pelas inúmeras simulações em faltas recebidas. Por outro lado, o craque foi eleito melhor jogador do Campeonato Francês em meados de maio, depois de trocar o Barcelona pelo Paris Saint-Germain pelo maior valor pago por um jogador na história (222 milhões de euros).

A ida do jogador para o PSG foi interpretada por muitos como uma tentativa de sair da sombra de Messi e buscar protagonismo, liderando o time francês para sonhar com o título da Liga dos Campeões e o prêmio de melhor jogador do mundo. Mas o troféu individual ainda está distante do brasileiro.

Na disputa feminina, a veterana Marta voltou a ser lembrada na premiação. Cinco vezes eleita melhor do mundo, a brasileira vai disputar o título individual com Lucy Bronze (Inglaterra), Pernille Harder (Dinamarca), Ada Hegerberg (Noruega), Amandine Henry (França), Sam Kerr (Austrália), Saki Kumagai (Japão), Dzsenifer Marozsan (Alemanha), Megan Rapinoe (Estados Unidos) e Wendie Renard (França).

- Tite fora -A Fifa também revelou os nomes dos candidatos ao prêmio entre os treinadores, tanto do futebol masculino quanto do feminino.

A Espanha lidera os indicados com Ernesto Valverde (Barcelona), Pep Guardiola (Manchester City), Roberto Martínez (Bélgica). O argentino Diego Simeone (Atlético de Madri), os franceses Didier Deschamps (França) e Zinedine Zidane (Real Madrid), o italiano Massimiliano Allegri (Juventus), o croata Zlatko Dalic (Croácia), o inglês Gareth Southgate (Inglaterra), o russo Stanislav Cherchesov (Rússia) e o alemão Jurgen Klopp (Liverpool) completam a lista.

Tite, comandante da seleção brasileira na Copa do Mundo, também ficou de fora. O brasileiro recuperou a seleção canarinho nas eliminatórias sul-americanas e tinha o time na mão para a disputa da Copa do Mundo, sendo uma das favoritas ao título. No entanto, o Brasil acabou sendo derrotado pela Bélgica nas quartas de final do mundial.

No feminino, Emma Hayes (Chelsea Ladies FC), Stephan Lerch (VfL Wolfsburg); Mark Parsons (Portland Thorns FC); Reynald Pedros (Lyon); Alen Stajcic (Austrália); Asako Takakura (Japão); Vadão (Brasil); Jorge Vilda (Espanha); Martina Voss-Tecklenburg (Suíça); Sarina Wiegman (Holanda) disputam a premiação de melhor técnico.

fa

Esporte