PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Mbappé lidera França, elimina Argentina de Messi e avança às quartas de final da Copa

30/06/2018 16h08

Kazan, Rússia, 30 Jun 2018 (AFP) - Em partida de duas viradas e digna de Copa do Mundo, a França venceu a Argentina por 4 a 3, neste sábado em Kazan, e garantiu a vaga nas quartas de final da competição, encerrando o sonho do título de Messi e companhia.

Com apenas 19 anos, o jovem Kylian Mbappé comandou o ataque francês e bagunçou a defesa argentina. O camisa 10 marcou dois gols (64 e 68 minutos) e foi o nome do jogo, mostrando muita maturidade em um mata-mata na Copa do Mundo.

Antoine Griezmann (13 de pênalti) e Benjamin Pavard (57) fizeram os outros gols franceses, enquanto Ángel Di María (41), Gabriel Mercado (48) e Kun Aguero (90+3) marcaram para os sul-americanos.

A França agora espera o vencedor da partida entre Portugal e Uruguai, que entram em campo ainda neste sábado, em Sochi, às 15h pelo horário de Brasília. Quem vencer terá duelo marcado para a próxima sexta em Nijni Novgorod, às 11h, em busca de uma vaga na semifinal.

"Era preciso responder e respondemos. Há meses pensávamos nisso, semanas que nos prepararamos para ter um jogo como este", assegurou o técnico francês Didier Deschamps à televisão TF1 após a partida.

No duelo entre camisas 10, Mbappé superou Lionel Messi, que não conseguiu carregar o desorganizado time argentino nas costas. Seguido de perto por N'Golo Kanté, o craque do Barcelona pouco tocou na bola e não teve espaço para criar as jogadas, muitas vezes demonstrando estar cabisbaixo.

"Não penso em sair. Está tudo muito fresco para analisar. É muito doloroso ficar fora da Copa do Mundo, com todo o esforço que os jogadores fizeram. Eles deixaram tudo dentro de campo", comentou o técnico argentino Jorge Sampaoli durante coletiva de imprensa após a partida.

- Mbappé elétrico -Apesar de iniciar o jogo com forte marcação, a Argentina não conseguiu parar jovem Mbappé no início da partida. O camisa 10 começou pilhado e deu um nó na defesa sul-americana, aplicando dribles e se movimentando muito.

O primeiro lance foi aos seis minutos, quando Mbappé fez fila na entrada da área e só foi parado com falta. Griezmann foi para a cobrança e bateu com categoria para acertar o travessão em cheio, aumentando a autoestima francesa aos 8 minutos.

Na jogada seguinte, aos 10, Mbappé partiu em velocidade da intermediária de defesa e puxou contra-ataque sozinho, deixando três argentinos na saudade. Quando invadia a área, acabou derrubado de maneira atabalhoada por Marcos Rojo e sofreu o pênalti. Homem das bolas paradas, Griezmann deslocou Armani e abriu o placar, aos 13.

Os 'hermanos' estavam com mais posse de bola, mas não encontravam soluções para invadir a defesa francesa e mostravam estranhamento em não jogar com um centro-avante fixo. Já os europeus faziam um jogo mais vertical, buscando a velocidade de Mbappé, mas desperdiçavam chances de ampliar com erros no último passe.

Aos 41 minutos, no entanto, a defesa francesa bobeou e deixou Ángel Di María totalmente livre na entrada da área. O atacante do Paris Saint-Germain teve tempo para ajeitar o corpo e chutar de longe, acertando o ângulo de Lloris, que se esticou todo mas não conseguiu alcançar. Gol achado da Argentina, que pouco criou no campo de ataque na primeira etapa.

- Messi apagado -Na volta do intervalo, a Argentina contou com a sorte e conseguiu a virada em jogada curiosa nos minutos iniciais.

Após cobrança de falta pelo lado esquerdo, aos três minutos, a zaga limpou o lance e a bola sobrou para Messi do lado direito. O camisa 10 bateu fraco para o gol, mas contou com o desvio não intencional de Mercado no meio do caminho, mudando a trajetória da bola e tirando qualquer chance de recuperação de Lloris.

Mas a França conseguiu se recuperar do baque em jogada pelo lado esquerdo, aos 10 minutos. Lucas Hernandez foi até a linha de fundo, cruzou forte e a bola atravessou toda a área para cair limpa nos pés de Pavard no lado direito. No limite da grande área, o lateral pegou de bate pronto com muita categoria, acertando um chute venenoso de trivela que entrou com efeito no ângulo direito de Armani. Golaço.

Poucos minutos depois, Hernández fez nova jogada pelo lado esquerdo e cruzou para área. Mbappé dominou, limpou a zaga e bateu firme com a canhota para estufar as redes e virar novamente a partida, aos 19 minutos.

Quatro minutos depois, depois da França chegar ao ataque tocando bola desde a defesa, Mbappé invadiu a área pelo lado direito para receber passe de Giroud. O camisa 10 tocou de primeira para fazer seu segundo gol no jogo, coroando a excelente atuação. O atacante do Paris Saint-Germain foi ovacionado ao ser substituído.

Sem nada a perder, a Argentina tentou diminuir o prejuízo em jogadas iniciadas por Lionel Messi, mas o craque não estava em um grande dia e era perseguido por Kanté. A melhor tentativa do astro foi aos 39 minutos, deixando Varane na saudade com um drible da vaca mas chutando fraco com o pé direito nas mãos de Lloris.

Pouco antes do apito final, a Argentina achou mais um gol em cruzamento de Messi que Aguero completou para as redes, aos 48. No entanto, já não restava tempo para o empate e mais uma vez a equipe sul-americana deixou o mundial de maneira decepcionante.

fa

Esporte